Home » Curso Técnico Superior Profissional de Gerontologia e Intervenção Comunitária

Curso Técnico Superior Profissional de Gerontologia e Intervenção Comunitária

 Registo na DGES: R/Cr 414/2015, de 21 de janeiro de 2016. Aguarda publicação em D.R.

UFP Porto e UFP Ponte de Lima

Ano letivo de 2017/2018: início das aulas a 9 de outubro de 2017

Nas alíneas abaixo assinaladas, são ainda consideradas as condições estipuladas pelo DL n.º 43/2014, de 18 de março, por referência ao ano de 2016/2017. A partir do ano de 2017/2018, passará a vigorar, em absoluto, o estipulado no DL n.º 63/2016, de 13 de setembro.

Coordenação: Prof. Doutor Luís Santos
Contacto: lsantos@ufp.edu.pt

1. Enquadramento

O presente Curso Técnico Superior Profissional (CTSP) constitui uma oferta formativa de natureza profissional, lecionado no âmbito do ensino superior politécnico, com uma duração de 4 semestres letivos, correspondentes a 120 ECTS.
O CTSP organiza-se segundo as componentes da formação geral e científica, técnica e em contexto de trabalho (estágio), obtendo cada estudante, no final do curso, o Diploma de Técnico Superior Profissional, com o nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações.
Tendo em vista o prosseguimento de estudos, os diplomados poderão beneficiar da atribuição de creditações.

2. Perfil Profissional

O Curso Técnico Superior Profissional de Gerontologia e Intervenção Comunitária visa formar quadros técnicos superiores, capazes de, em equipa multidisciplinar e mediante supervisão, avaliar necessidades, planear a intervenção, mobilizando recursos adequados, e intervir junto das faixas etárias mais envelhecidas da população, particularmente as que apresentam maior vulnerabilidade bio-psico-social.

3. Atividades Principais

  • Acompanhar e prestar apoio bio-psico-social à pessoa idosa
  • Planear e implementar, em conjunto com a equipa técnica multidisciplinar, projetos de intervenção sociocomunitária
  • Conceber e desenvolver ações de educação e saúde respeitando a identidade social e cultural da pessoa idosa.
  • Analisar, em equipa técnica muldisciplinar, áreas de intervenção relativas aos idosos carenciados de apoio bio-psico-social.
  • Gerir o estado de saúde e de bem-estar das pessoas conforme as exigências da biologia do envelhecimento
  • Monitorizar, sob orientação, processos de intervenção da saúde mental
  • Coordenar a comunicação com a pessoa idosa, com a família, com a comunidade, com os cuidadores informais e organizações e instituições.
  • Gerir recursos humanos e materiais de instituições cuidadoras de idosos.
  • Conceber e desenvolver projetos de promoção do envelhecimento produtivo
  • Organizar espaços, planear e desenvolver sistemas administrativos e de informação com o objetivo de otimizar o funcionamento das instituições.

4. Condições de Acesso

Podem candidatar-se ao acesso aos cursos técnicos superiores profissionais:
a) Os titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente;
b) Os que tenham sido aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos candidatos com mais de 23 anos.
c) Podem igualmente candidatar-se ao acesso aos cursos técnicos superiores profissionais os titulares de um diploma de especialização tecnológica, de um diploma de técnico superior profissional ou de um grau de ensino superior, que pretendam a sua requalificação profissional.

5. Plano de Estudos

*
*           *

*
*           *


6. Entidades Parceiras para a Formação em Contexto de Trabalho

Porto:

  • Administração Regional de Saúde do Norte, IP
  • Centro de Reabilitação do Norte
  • Centro Hospitalar Conde de Ferreira
  • Centro Hospitalar de São João, EPE
  • Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia / Espinho
  • Hospital da Prelada
  • Hospital-Escola UFP
  • Santa Casa da Misericórdia do Porto

Ponte de Lima:

  • Casa de Caridade de Nossa Senhora da Conceição
  • Centro Social Paroquial da Correlhã
  • Centro Social Paroquial de Fontão
  • Centro Social Paroquial de Fornelos
  • Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima

7. Ciclos de Estudos de Licenciatura da UFP/Escola Superior de Saúde a que os Titulares deste CTSP se Podem Candidatar com Dispensa da Prova de Ingresso

8. Vagas

Porto: 68
Ponte de Lima: 20.

9. Cronograma Geral

Candidaturas:

  • 1ª Fase: até 31.08.2017
  • 2ª Fase: de 04.09.2017 a 15.09.2017
Matrículas
  • 1ª Fase: de 07.09.2017 a 15.09.2017
  • 2ª Fase: de 25.09.2017 a 29.09.2017
Ano Letivo 2017/2018
  • Início das Aulas: 09.10.2017

10 Documentação Necessária para Candidatura ao CTSP

A candidatura, preferencialmente entregue em mão ou, em alternativa, enviada por correio registado, deve ser instruída com os seguintes documentos:

a) Boletim de Candidatura, impresso frente e verso numa só folha e devidamente preenchido;
b) Curriculum Vitae no Modelo Europass (só para pessoas com 23 ou mais anos);
c) Certificado de habilitações original, ou fotocópia autenticada, conforme informação do Boletim de Candidatura;
d) Cópia do Documento de Identificação válido;
e) Cópia do Cartão de Contribuinte;
f) Uma Fotografia Tipo Passe;
g) Atestado Médico ou Microrradiografia;
h) Boletim de Vacinas atualizado;
i) Pagamento da taxa de candidatura no valor de 60,00 Euros (não reembolsável).

É da responsabilidade do candidato a devida entrega dos documentos acima referidos, no ato de candidatura.

11. Taxas

· Candidatura: 60,00 Euros.
· Matricula: 220,00 Euros a pagar no primeiro ano.
· Propinas:

Save

UFP TV
O Laboratório de Televisão funciona como um centro de produção de vídeo para apoio às actividades da Universidade.
Ver streamingVer Galeria de Vídeos
Secretaria Virtual
E-Learning
UFP-Universidade Virtual
Biblioteca
As Bibliotecas da UFP têm como missão permitir o acesso aos recursos informativos necessários ao desempenho das funções de ensino, investigação e aprendizagem, bem como conservar e preservar as suas colecções.
Ver streaming
Webmail
Acesso ao Webmail da Universidade Fernando Pessoa.
A UFP utiliza a plataforma/serviços gmail para fornecimento de serviços de correio electrónico.
Aceder ao webmail