APRESENTAÇÃO

O “ano zero” permite a um estudante finalista do ensino secundário, que não tenha superado os exames nacionais da(s) prova(s) de acesso ao ensino superior, beneficiar de apoio docente para se preparar para a repetição dos exames, ao mesmo tempo em que lhe é facultada a possibilidade de se inscrever como aluno externo em unidades curriculares do ciclo de estudos que pretende vir a frequentar.

Objetivos

  • Proporcionar aos estudantes finalistas do ensino secundário e/ou àqueles que já o tenham completado mas não reúnam ainda as condições legais de acesso no ensino superior, apoio no aprofundamento de conhecimentos e na preparação dos exames nacionais à(s) disciplina(s) obrigatória(s) para o ingresso:
    • Biologia e Geologia
    • Física e Química
    • Geometria Descritiva
    • História
    • Matemática
    • Português
  • Facultar a esses estudantes acompanhamento pedagógico e de estudo dessa(s) disciplina(s), em plataforma de ensino virtual e/ou em regime tutorial, segundo metodologia e calendarização a definir no início do ano académico.
  • Dar a oportunidade a esses estudantes de frequentar, como alunos externos, unidades curriculares do 1º ano e do 2º ano dos ciclos de estudos ministrados pela UFP, enquanto procuram reunir as condições legais para se candidatarem ao ensino superior.
  • Creditar, posteriormente, de acordo com a alínea c) do nº 1 dos já mencionados Artigo 45º e nos termos do Artigo 45º-A do decreto-lei supramencionado, os ECTS das unidades curriculares frequentadas e avaliadas com aproveitamento na UFP, logo que adquirido pelo estudante o estatuto de aluno regular de um ciclo de estudos ministrado pela universidade.
    • Se o estudante do ano zero/aluno externo, no final do ano académico, não adquirir o estatuto de aluno regular da UFP, poderá renovar, apenas por mais um ano, essa condição.
    • Não são permitidas creditações de partes ou componentes de unidades curriculares aprovadas, não podendo os alunos externos beneficiar do “congelamento” de notas de componentes teóricas ou práticas positivamente avaliadas, para valerem no ano seguinte. A unidade curricular, que não seja integralmente aprovada, terá de ser repetida, no ano seguinte.
  • Usufruir, nos termos regulamentados, de todos os equipamentos académicos e socias da UFP, nomeadamente, das clínicas pedagógicas, do Hospital-Escola, da Academia de Saúde e Lazer ou dos recursos bibliográficos.

CANDIDATURAS

CONDIÇÕES DE CANDIDATURA
As candidaturas são destinadas a estudantes que:
– Tenham concluído o 12º ano ou habilitação legalmente equivalente, mas não tenham obtido aprovação nas provas de acesso ao ensino superior ou não as tenham realizado;
– Tenham frequentado os três anos de ensino secundário ou de habilitação equivalente, mas não o tenham concluído.

DOCUMENTOS DE CANDIDATURA
A candidatura, preferencialmente entregue em mão ou, em alternativa, enviada por correio registado, deve ser instruída com os seguintes documentos:

· Boletim de Candidatura – Ano Zero, devidamente preenchido (PDF);
· Certificado de Habilitações original ou fotocópia autenticada;
· Comprovativo(s) de outra(s) habilitação(ões).
· Documento de Identificação válido;
· Cartão de Contribuinte;
· Uma fotografia tipo passe;
· Atestado médico ou pré-requisitos*
· Boletim de Vacinas atualizado;
· Taxa de candidatura.

* Pré-requisitos necessários para os cursos da Faculdade de Ciências da Saúde e Escola Superior de Saúde:
Grupo A (PDF)
: Ciências Farmacêuticas, Análises Clínicas e Saúde Pública, Fisioterapia
Grupo A (PDF) + declaração emitida por Terapeuta da Fala (PDF): Terapêutica da Fala
Grupo B (PDF): Medicina Dentária

DATAS E CUSTOS

CALENDÁRIO GERAL – 2018/2019

Candidatura*:
1ª Fase: até 31 AGO. 2018
2ª Fase: 3 a 14 SET. 2018
3ª Fase: 17 a 28 SET. 2018
* A candidatura aos cursos da Faculdade de Ciências da Saúde está condicionada, para além da existência de vagas, a autorização superior).

Inscrição:
1ª Fase: 10 a 14 SET. 2018
2ª Fase: 24 a 28 SET. 2018
3ª Fase: 3 e 4 OUT. 2018
Renovação da Inscrição: Até 31 AGO. 2018

TAXAS ESCOLARES*
– Candidatura: 100€
– Inscrição: 250€
– Renovação da Inscrição: 350€
– Taxa de frequência mensal (propina): calculada em função das unidades curriculares a que o aluno se inscreve e do correspondente número de ECTS, tomando por referência a tabela geral de Taxas Escolares de Licenciaturas e Mestrados Integrados.
– Valor de cada ECTS para cada disciplina do secundário (2017/2018): 100€ (100€ x 3 ECTS = 300€ por disciplina/ano).

* Não dispensa a verificação dos documentos de Taxas Escolares – Licenciaturas e Mestrados Integrados (PDF) e de Normas Gerais Relativas ao Pagamento das Taxas Escolares da UFP (PDF).

REGULAMENTO

Funcionamento
O cumprimento das atividades académicas implica disponibilidade dos estudantes para o acompanhamento e apoio concedidos.

Os horários estabelecem-se em função do número de horas das atividades académicas, definido pelas unidades curriculares a frequentar e pelo número de horas de trabalho e de apoio correspondentes à(s) disciplina(s) do ensino secundário em preparação intensiva para a realização do(s) exame(s) nacional(ais).

Os estudantes do ano zero, além de na(s) disciplina(s) do ensino secundário, em que pretendem apoio, têm de inscrever-se a um mínimo de 15 ECTS por semestre, não podendo, em todo o caso, ultrapassar, nos dois anos lectivos em que podem beneficiar da condição de alunos externos, 50% do número total de ECTS do 1º ciclo de estudos/ licenciatura ou dos 180 ECTS iniciais dum ciclo de estudos integrado conducente ao grau de mestre.

Os estudantes serão orientados por tutores especificamente designados na realização de trabalho autónomo no âmbito da preparação intensiva para a realização do(s) exame(s) nacional(ais).

Regulamento
Consulte o Regulamento para frequência de alunos externos do Ano Zero (PDF).