SOBRE O CURSO

Registo na DGES: R/Cr 414/2015, de 21 de janeiro de 2016 · Aviso n.º 11710/2017, DR 2.ª série, n.º 191, de 3 de outubro  ·  Condições de acesso e funcionamento: conforme DL n.º 63/2016, de 13 de setembro

O CTeSP EM GERONTOLOGIA E INTERVENÇÃO COMUNITÁRIA

O CTeSP de Gerontologia e Intervenção Comunitária visa formar quadros técnicos superiores habilitados para trabalhar em instituições diversas, tais como centros de dia, centros de convívio, serviços de apoio domiciliário, estruturas residenciais para idosos ou unidades de cuidados continuados de diferentes tipologias.  

Tem como prioridade a formação de profissionais dotados de competências para trabalhar em parceria com médicos e enfermeiros de diferentes especialidades, fisioterapeutas, psicólogos clínicos e da saúde, assistentes sociais, terapeutas da fala, terapeutas ocupacionais, animadores socioculturais, gerontólogos e assistentes operacionais. Espera-se que os futuros profissionais sejam capazes de, mediante supervisão, avaliar necessidades individuais, familiares e comunitárias, planear a intervenção, mobilizando recursos adequados, e intervir junto das faixas etárias mais envelhecidas da população, particularmente as que apresentam maior vulnerabilidade bio-psicosocial.

PERFIL PROFISSIONAL

O CTeSP de Gerontologia e Intervenção Comunitária visa formar quadros técnicos superiores, capazes de, em equipa multidisciplinar e mediante supervisão, avaliar necessidades, planear a intervenção, mobilizando recursos adequados, e intervir junto das faixas etárias mais envelhecidas da população, particularmente as que apresentam maior vulnerabilidade bio-psicosocial.

ATIVIDADES PRINCIPAIS

  • Acompanhar e prestar apoio bio-psico-social à pessoa idosa
  • Planear e implementar, em conjunto com a equipa técnica multidisciplinar, projetos de intervenção sociocomunitária
  • Conceber e desenvolver ações de educação e saúde respeitando a identidade social e cultural da
    pessoa idosa.
  • Analisar, em equipa técnica multidisciplinar, áreas de intervenção relativas aos idosos carenciados de apoio bio-psico-social.
  • Gerir o estado de saúde e de bem-estar das pessoas conforme as exigências da biologia do
    envelhecimento
  • Monitorizar, sob orientação, processos de intervenção da saúde mental
  • Coordenar a comunicação com a pessoa idosa, com a família, com a comunidade, com os cuidadores informais e organizações e instituições.
  • Gerir recursos humanos e materiais de instituições cuidadoras de idosos.
  • Conceber e desenvolver projetos de promoção do envelhecimento produtivo
  • Organizar espaços, planear e desenvolver sistemas administrativos e de informação com o objetivo de otimizar o funcionamento das instituições.

VAGAS

Porto: 68 novas admissões por ano
Ponte de Lima: 20 novas admissões por ano

O QUE É UM CTeSP
O Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) constitui uma oferta formativa de natureza profissional, lecionado no âmbito do ensino superior politécnico (Escola Superior de Saúde), com uma duração de 2 anos letivos, correspondentes a 120 ECTS.

O CTeSP organiza-se segundo as componentes da formação geral e científica, técnica e em contexto de trabalho (estágio), obtendo cada estudante, no final do curso, o Diploma de Técnico Superior Profissional, com o nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações. Tendo em vista o prosseguimento de estudos, os diplomados poderão beneficiar da atribuição de creditações.

QUEM PODE CANDIDATAR-SE

  • Os titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente (com ou sem exames nacionais);
  • Os que tenham sido aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos candidatos com mais de 23 anos;
  • Os titulares de um diploma de especialização tecnológica, de um diploma de técnico superior profissional ou de um grau de ensino superior, que pretendam a sua requalificação profissional.

PORQUE FREQUENTAR UM CTeSP

  • a sua conclusão permite o prosseguimento de estudos para licenciatura, com dispensa da realização de exames nacionais de ingresso no ensino superior e com possibilidade de creditações;
  • constitui uma oferta formativa de natureza profissional com estágio integrado;
  • confere Diploma de Técnico Superior Profissional, com nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações.

COORDENAÇÃO DO CURSO TÉCNICO SUPERIOR PROFISSIONAL

Prof. Doutor  Luís Santos

Se tem alguma dúvida ou pretende informação adicional, preencha e envie o formulário para ser contactado.



CandidatoProfissionalOutro


PortugalPaís UEOutro País














ENTIDADES PARCEIRAS

Entidades Parceiras para a Formação em Contexto de Trabalho:

PORTO

  • Administração Regional de Saúde do Norte, IP
  • Centro de Reabilitação do Norte
  • Centro Hospitalar Conde de Ferreira
  • Centro Hospitalar de São João, EPE
  • Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia / Espinho
  • Hospital da Prelada
  • Hospital-Escola UFP
  • Santa Casa da Misericórdia do Porto

PONTE DE LIMA

  • Casa de Caridade de Nossa Senhora da Conceição
  • Centro Social Paroquial da Correlhã
  • Centro Social Paroquial de Fontão
  • Centro Social Paroquial de Fornelos
  • Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima

PROSSEGUIMENTO DE ESTUDOS

Prosseguimento de estudos para os 1ºs ciclos de estudos (licenciaturas) da Escola Superior de Saúde da UFP a que os titulares deste CTeSP se podem candidatar com dispensa da prova de ingresso:

DATAS E CUSTOS

ANO LETIVO 2020/21

1.ª FASE
CANDIDATURA: 01 JUN a 24 JUL 2020
AFIXAÇÃO DOS RESULTADOS: 31 JUL 2020
MATRÍCULAS: 10 a 18 AGO 2020

2.ª FASE*
CANDIDATURAS: 26 AGO a 08 SET 2020 (presencial) 
AFIXAÇÃO DOS RESULTADOS: 16 SET 2020
MATRÍCULAS: 14 a 22 SET 2020

3.ª FASE*
CANDIDATURAS: a definir
AFIXAÇÃO DOS RESULTADOS: a definir
MATRÍCULAS: a definir

* para vagas sobrantes

INÍCIO DO ANO LETIVO:  SET. 2020

NOTA: A informação apresentada não dispensa a consulta do Cronograma de Ingresso CTESP 2020-21.

  1. Submissão da candidatura:
    3.1. Online
    , clicando no botão “EFETUAR CANDIDATURA” abaixo

EFETUAR CANDIDATURA

3.2. Presencialmente, no Gabinete de Ingresso:


Documentos necessários:

  • Documento de identificação da União Europeia | Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Certidão de habilitações do ensino secundário ou legalmente equivalente com referência da classificação final e das respetivas disciplinas*;
  • Boletim de Candidatura (PDF);
  • Pagamento da taxa de candidatura.

* No caso de candidatura online, o original ou a cópia autenticada deste documento terá que ser enviado/a pelo correio  para o Gabinete de Ingresso da UFP, dentro do prazo de candidatura.

MATRÍCULA:
Os candidatos colocados terão que efetuar a sua matrícula presencialmente no Gabinete de Ingresso.

Documentos necessários:

  • Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Boletim de Matrícula (PDF);
  • Pagamento da matrícula e da propina.

TAXAS
Consulte o documento das Taxas Escolares de CTeSP 2020/21.

NOTAS IMPORTANTES:
a) Não é efetuado o reembolso de taxas pagas nem a devolução de documentação entregue;
b) A abertura dos cursos obedece a um número mínimo de matrículas;
c) Certidões provenientes de estabelecimentos de ensino estrangeiro: originais ou fotocópias têm que estar autenticados/as pelos serviços oficiais de educação do respetivo país e reconhecidos pela autoridade diplomática portuguesa ou trazer a Apostilha da Convenção de Haia. A certidão de disciplinas deve também incluir a respetiva escala de notas utilizada na avaliação quantitativa, com indicação da nota mínima para aprovação, utilizada na avaliação curricular.
d) Morada para envio de documentação:
Universidade Fernando Pessoa
Gabinete de Ingresso
Praça 9 de Abril, 349
4249-004 Porto