1. Condições de Ingresso para os Terceiros Ciclos/Doutoramentos:

DOUTORAMENTO CIÊNCIAS DA TERRA
Mestrado obtido em Instituições de Engenharia, de Ciências ou de Ciências e Tecnologia. Preferencialmente, com licenciaturas nas mesmas áreas;


DOUTORAMENTO EM ECOLOGIA E SAÚDE AMBIENTAL

Os candidatos devem ter formação suficiente nas áreas de Ciências ou Engenharia, bem como possuir Mestrado numa das seguintes áreas: Ambiente, Biologia, Ciências da Saúde ou Química.

DOUTORAMENTO EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO
Podem candidatar-se os titulares do grau de mestre ou equivalente legal em Ciências da Comunicação ou noutras áreas; e também os titulares do grau de licenciado (graduação) em Ciências da Comunicação ou áreas afins, desde que, neste caso, sejam detentores de um currículo considerado especialmente relevante pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Fernando Pessoa.

Os candidatos serão seriados e selecionados em função do nível, área e classificação das habilitações literárias (20 a 80 pontos), curriculum vitae profissional (até 30 pontos) e/ou de investigação (até 30 pontos), plano de intenções para a tese/projeto de tese (até 50 pontos) e carta de motivação (até 10 pontos).

Podem, ainda, candidatar-se à frequência do curso, em regime de cotutela, os doutorandos em Ciências da Comunicação ou áreas afins matriculados noutras Instituições de Ensino Superior, nacionais ou estrangeiras. Os doutorandos em cotutela obterão diplomas de doutoramento da Universidade Fernando Pessoa e da sua instituição de origem.

A Universidade Fernando Pessoa também aceita candidatos que, tendo iniciado os seus estudos de doutoramento noutra Instituição de Ensino Superior, queiram concluí-los na UFP, podendo, neste caso, solicitar creditação, para efeitos do curso de doutoramento, às unidades curriculares já concluídas.

Cotutelas
A cotutela de um doutoramento, sempre estabelecida a pedido e por iniciativa do doutorando, que deverá iniciar as diligências preliminares, permite a um doutorando obter o grau de doutor pela Universidade Fernando Pessoa e por outra Instituição de Ensino Superior, por norma, estrangeira.

A Universidade Fernando Pessoa está aberta à celebração de acordos de cotutela de doutoramento, quer para os seus estudantes que queiram ter um diploma de doutoramento também de outra Instituição de Ensino Superior, por norma, estrangeira, que tenha doutoramento no campo das Ciências da Comunicação ou áreas afins; quer para estudantes de outras Instituições de Ensino Superior, designadamente estrangeiras, que queiram obter, ao mesmo tempo, o grau de doutor em Portugal, podendo revalidá-lo automaticamente em todos os países do Espaço Europeu de Ensino Superior.

Para obterem, simultaneamente, o grau de doutor pela Universidade Fernando Pessoa e pela sua instituição de origem, os estudantes matriculados em doutoramentos em Ciências da Comunicação ou áreas afins noutras Instituições de Ensino Superior terão de se matricular, em concomitância, no doutoramento em Ciências da Comunicação da UFP, por um período mínimo de três anos, sendo a frequência das unidades curriculares optativa, ainda que aconselhável.

 Os estudantes em cotutela de doutoramento deverão ter orientador e coorientador, respetivamente, da Instituição de origem e da Instituição conveniada, uma delas, naturalmente, a Universidade Fernando Pessoa.

Preferencialmente, os estudantes em cotutela de doutoramento deverão desenvolver investigações para tese de doutoramento que contemplem o estudo de realidades de vários países, nomeadamente de Portugal e do país da Instituição conveniada.

2. Critérios de seleção e seriação:

2.1. Grau de mestre ou equivalente legal na área científica do doutoramento;
2.2. Melhor classificação final do grau de mestre ou equivalente legal;
2.3. Grau de licenciado ou equivalente legal em área científica mais afim da do doutoramento;
2.4. Curriculum vitae e entrevista ou carta de motivação.

ANO LETIVO 2021/22

CRONOGRAMA:
1ª fase de candidaturas: até 22 de abril de 2021
2ª fase de candidaturas*de 18 de julho a 31 de agosto de 2021
3ª fase de candidaturas*: de 20 de setembro a 10 de outubro de 2021

4ª fase de candidaturas*: 3 de novembro a 31 de dezembro de 2021

Não dispensa a consulta do Cronograma de Ingresso para Doutoramentos 2021/22 (PDF)

* apenas para cursos com vagas sobrantes

As candidaturas são submetidas exclusivamente online (http://candidaturas.ufp.pt > Doutoramento).

1. Documentação para candidatura:

a) Diploma ou certificado do mestrado autenticado;
b) Diploma ou certificado da licenciatura autenticado;

No caso de habilitações estrangeiras:

i. Os candidatos têm de submeter uma declaração oficial, emitida pela Instituição de Ensino Superior que confere o grau académico, na qual esteja indicada a classificação final do mesmo (caso não conste em qualquer um dos documentos acima indicados) e a respetiva escala de classificação quantitativa utilizada (exemplo: de 0 a 100; de 0 a 10, etc). Caso esta declaração não seja apresentada, será considerada a classificação mínima de aprovação na escala portuguesa (10 valores). O mesmo se aplica a outros quaisquer certificados de habilitações ou diplomas submetidos na candidatura;
ii. Os diplomas/certificados que não estejam redigidos em português, inglês, francês ou espanhol devem ser acompanhados de uma tradução para Português, a qual deverá estar legalizada pelo agente consular português no País de origem do diploma/certificado ou legalizada pela Apostilha de Haia.

c) Plano de Intenções (de acordo com o modelo UFP);
d) Curriculum Vitae em Modelo Europass ou Lattes;
d) Elementos comprovativos das atividades mencionadas no CV, relevantes para o ciclo de estudos a que é apresentada a candidatura;
e) Carta de motivação (modelo livre);
f)  Documento de identificação fiscal (para a emissão de recibos);
g) Documento de identificação:

i.  Cidadãos da União Europeia: Cartão de Cidadão/Cartão de Identidade ou Passaporte;
ii. Cidadãos Extracomunitários: a residir em Portugal: Título de residência em Portugal emitido pelo SEF ou Visto de Estudante para Portugal; a residir no estrangeiro: Passaporte.

Notas:

  • Candidatos nacionais da União Europeia que não pretendam inserir cópia do documento de identificação deverão dirigir-se presencialmente ao Gabinete de Ingresso da Universidade Fernando Pessoa | Escola Superior de Saúde Fernando Pessoa, durante o horário de atendimento e dentro do prazo fixado para as candidaturas, munidos do original do documento;
  • Candidatos extracomunitários a residir no estrangeiro que sejam admitidos poderão efetuar uma pré-matrícula online, mas terão de apresentar um Visto de Estudante para Portugal para validar a matrícula dentro do prazo fixado no cronograma de ingresso.

1. Submissão de candidaturas:
As candidaturas são submetidas online em
https://candidaturas.ufp.pt e dentro do período de candidatura estipulado no cronograma de ingresso.

1.2. Os documentos devem ser digitalizados de forma a permitir uma correta visualização, com os selos brancos ou carimbos dos diplomas/certificados académicos e dos documentos comprovativos das atividades mencionadas no CV claramente visíveis.

2. Consulta de resultados:
https://candidaturas.ufp.pt > Verificar candidatura

1. Matrículas:
A realização da matrícula pode ser feita online em https://candidaturas.ufp.pt > Verificar candidatura. 

Notas: 

  • Para candidatos titulares de certificados de instituições de ensino da União Europeia: Os Serviços Académicos poderão exigir a apresentação dos originais dos certificados e da tradução dos mesmos, autenticados nos termos anteriormente estipulados.
  • Para candidatos titulares de certificados de instituições de ensino extracomunitárias a pré-matrícula feita online apenas será validada, para efeitos de frequência do curso, mediante a entrega, dentro do prazo indicado no cronograma de ingresso, de cópias ou originais dos diplomas/certificados estrangeiros com que se apresentaram a concurso autenticados com a Apostilha de Haia no país de emissão dos documentos. Caso o país não tenha aderido à Convenção, os documentos terão de ser legalizados pelos serviços oficiais de educação desse país e pela respetiva autoridade diplomática portuguesa.
  • Para candidatos de nacionalidade extracomunitária residentes no estrangeiro: a pré-matrícula feita online apenas será validada, para efeitos de frequência do curso, mediante a apresentação de um Visto de Estudante para Portugal presencialmente no Gabinete de Ingresso da UFP/ESS-FP.

Salvaguarda-se que:

1. Pedidos de informação sobre as candidaturas deverão ser efetuados por email para ingresso@fundacaofernandopessoa.pt até às 14h00 (hora local) do penúltimo dia para submissão de candidaturas
2. Não há reembolso de pagamentos efetuados;
3. Não é efetuada a devolução da documentação entregue;
4. As candidaturas que não sejam devidamente instruídas, conforme definido no ponto 2, serão liminarmente recusadas.
5. A abertura dos cursos obedece a um número mínimo de matrículas.