SOBRE O CURSO

Acreditação plena, por 6 anos, pela A3ES, em 11-07-2012 (ligação)

O 3º ciclo em Desenvolvimento e Perturbações da Linguagem visa o estudo orientado avançado em áreas especializadas das ciências da fala, linguagem e audição, tendo como principal finalidade o desenvolvimento da capacidade de pesquisa autónoma, fundamental ou aplicada, nos dois ramos de especialização que integra: “Desenvolvimento Psico e Neurolinguístico” e “Perturbações da Linguagem”. Para o efeito, compreende, no seu 1º ano, um curso de doutoramento dirigido à formação para a investigação, bem como ao aprofundamento de temas sobre a comunicação e seus distúrbios, de modo a fornecer aos estudantes, com ou sem origens clínicas nestas áreas, a especialização necessária com vista à elaboração das suas teses.

Incidindo numa temática de grande atualidade e de crescente importância, este 3º ciclo de estudos privilegia uma formação inter e transdisciplinar, onde vários saberes, como a linguística, a psicologia, a medicina e as neurociências, se cruzam em favor de um interesse em comum no domínio das ciências da linguagem: aumentar a compreensão sobre os aspetos normais e patológicos do seu desenvolvimento e processamento, procurando, deste modo, contribuir para a produção de conhecimento com possível aplicação nos campos da saúde e da educação.

Reconhecimento para Progressão na Carreira Docente
Este Doutoramento é reconhecido para efeitos do artigo 54º do Estatuto da Carreira Docente (Decreto-Lei nº 15/2007, de 19 de Janeiro): Grupo de Recrutamento / Domínio e área científica / Nível de Ensino: 910 / Educação Especial 1 / Educação Pré-escolar, 1º 2º e 3º ciclo do EB e ES; 920 / Educação Especial 2 / Educação Pré-escolar, 1º 2º e 3º ciclo do EB e ES

PLANO DE ESTUDOS

3º Ciclo (Doutoramento) / 3 anos (1 ano: plano curricular; 2 anos: elaboração de tese)
Aviso nº 3520/2009, de 11 de Fevereiro

UNIDADES CURRICULARES ECTS

OA1. Ser capaz de analisar criticamente, avaliar e sintetizar ideias novas e complexas; OA2. Demonstrar a capacidade para conceber e projectar uma investigação significativa, no âmbito do desenvolvimento e perturbações da linguagem, respeitando as exigências impostas pelos padrões de integridade académica; OA3. Ser capaz de comunicar com os seus pares, a restante comunidade académica e com a sociedade em geral sobre o seu projecto de investigação.

PARTE 1 – 1. Apresentar a Paralinguagem e a Comunicação Não Verbal como área de saber a integrar a formação de profissionais que lidam com o público;2. Identificar os conceitos básicos destes saberes; PARTE 2 – 3. Analisar as implicações destes conhecimentos para a prática profissional; 4. Relacionar estes saberes como básicos para o conhecimento sobre a interação social; 5. Aplicar metodologias, técnicas e conhecimentos a situações contextualizadas de interação social.

Perceber os mecanismos funcionais implicados nas perturbações da linguagem ; Conhecer as possibilidades de intervenção de reabilitação das patologias da linguagem.

UNIDADES CURRICULARES ECTS

OA1. Aprofundar conhecimentos sobre a interinfluência do meio ambiente no desenvolvimento da linguagem e da comunicação; OA2. Aprofundar conhecimentos sobre desenvolvimento social e metacognitivo e relacionar este com o desenvolvimento da linguagem; OA3. Aprofundar conhecimentos sobre o desenvolvimento fonético e fonológico.

Esta unidade curricular visa: (O1) fornecer formação de base no domínio da Linguagem Humana através da introdução no aluno às principais abordagens, métodos e técnicas , promovendo a aquisição e integração de conhecimentos, teorias e modelos explicativos do processo psicológico e promovendo a aplicação de saberes teórico-práticos relativos à avaliação e intervenção das perturbações da linguagem em contextos educativos; (O2) Espera-se que os alunos desenvolvam competências e aprofundem conhecimentos que os capacitem para a avaliação e intervenção junto de populações com necessidades específicas em contextos educacionais inclusivos.

OA1. Aprofundar conhecimentos e refletir acerca da importância da voz na comunicação humana; OA2. Aprofundar conhecimentos sobre os mecanismos de génese da voz e da linguagem, as perturbações de linguagem associadas a patologias da laringe, as perturbações de natureza articulatória e às associadas a problemas de ressonância; OA3. Compreender diversas patologias de base neurológica de natureza motora com implicações na voz e na linguagem, bem como formas de comunicação alternativa direccionadas a indivíduos privados de laringe; OA4. Aprofundar conhecimentos e relacionar conceitos sobre as Perturbações dos Sons da Fala: avaliação e intervenção; OA5. Aprofundar conhecimentos sobre a Comunicação Aumentativa e Alternativa enquanto ferramenta para a intervenção nas Perturbações da Linguagem e da Comunicação.

LINHAS DE INVESTIGAÇÃO E ORIENTADORES

Orientador: Inês Gomes
Língua veicular: Português, English

Orientador: Fátima Maia
Língua veicular: Português, English

Orientador: Joaquim Ramanho
Língua veicular: Português, English

Orientador: Fátima Maia
Língua veicular: Português, English

Orientador: Rute Menezes
Língua veicular: Português, English

Orientador: Inês Gomes
Língua veicular: Português, English

Orientador: Susana Freitas
Língua veicular: Português, English

Orientador: Ana Costa
Língua veicular: Português, English

Orientador: Joana Rocha
Língua veicular: Português, English

Orientador: Inês Gomes
Língua veicular: Português, English

Orientador: Isabel Ponce de Leão
Língua veicular: Português, English

Orientador: Fátima Maia
Língua veicular: Português

Orientador: Fátima Maia
Língua veicular: Português, English, Español, Français

Orientador: Fátima Maia
Língua veicular: Português

Orientador: Eurico Monteuiro
Língua veicular: Português

Orientador: Inês Gomes
Língua veicular: Português

Orientador: Eurico Monteiro
Língua veicular: Português, English

Orientador: Joana Rocha
Língua veicular: Português, English

Orientador: Joana Rocha
Língua veicular: Português, English

Orientador: Joana Rocha
Língua veicular: Português, English

Orientador: Rute Meneses
Língua veicular: Português, English

Orientador: Joana Rocha
Língua veicular: Português, English

Orientador: Freitas Magalhães
Língua veicular: Português, English

COORDENAÇÃO

Profª. Doutora Inês Gomes

Envie o formulário para ser contactado pela coordenação do curso:



CandidatoProfissionalOutro


PortugalPaís UEOutro País














Candidaturas e Taxas Escolares

REGIME GERAL (*) (**)
CANDIDATURAS: 01 MAI. – 31 JUL. 2018(***)
AFIXAÇÃO DOS RESULTADOS E MATRÍCULAS: NOTIFICADOS POR E-MAIL

RECEÇÃO AOS NOVOS ALUNOS
E INÍCIO DO ANO LETIVO:  17 SET. 2018

(*) Não dispensa a consulta do Cronograma de Ingresso (PDF)
(**) A UFP pode aceitar requerimentos fora do prazo estabelecido, para candidaturas a Doutoramentos, Mestrados e Pós-graduações, sempre que entenda existirem ou poderem ser criadas condições de integração dos candidatos nos cursos em causa.
(***) As candidaturas ao Doutoramento em Ciência da Informação decorrem até 15 de outubro de 2018.

VER TAXAS

Teses defendidas

Dina Paula de Oliveira Sereno
O programa de intervenção Era uma vez…” na promoção de competências de compreensão leitora e no desenvolvimento de capacidades ortográficas em crianças do 4º ano de escolaridade.” (ligação)

Orientador: Profª. Doutora Maria Inês Martins Gomes de Vasconcelos
Membros do júri: Presidente: Prof.Doutor Salvato Vila Verde Pires Trigo (Reitor da Universidade Fernando Pessoa); Arguentes: Prof. Doutor Sérgio Miguel Protássio Gaitas (Centro de Investigação em Educação do Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida), Profª. Doutora Ana Sucena Santos (Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico do Porto); Vogais: Profª. Doutora Ana Maria Anjos Romba Rodrigues da Costa (Universidade Fernando Pessoa), Profª. Doutora Maria Inês Martins Gomes de Vasconcelos (Universidade Fernando Pessoa).

Susana Barbosa de Sousa
Representações Sociais do Trabalho do Intérprete de Língua Gestual Portuguesa em Contexto Educativo: Estudo com Professores e Interpretes (ligação)

Orientador: Profª. Doutora Maria Inês Martins Gomes de Vasconcelos
Membros do júri: Presidente: Prof.Doutor Salvato Vila Verde Pires Trigo (Reitor da Universidade Fernando Pessoa); Arguentes: Dr. Carlos Manuel Peixoto Afonso (Escola Superior de Educação Paula Frassinetti), Profª. Doutora Cidália Laurinda da Costa Ferreira-Alves (Agrupamento de Escolas de Vila Verde ); Vogais: Profª. Doutora Maria de Fátima Serdoura Cardoso Maia (Universidade Fernando Pessoa), Profª. Doutora Maria Inês Martins Gomes de Vasconcelos (Universidade Fernando Pessoa).

Ana Sofia Guimarães Correia
A competência no reconhecimento da expressão facial da emoção: Estudo empírico com crianças e jovens portugueses com Perturbação do Espectro do Autismo (ligação)

Orientador: Prof. Doutor Armindo Freitas Magalhães
Membros do júri: Presidente: Prof.Doutor Salvato Vila Verde Pires Trigo (Reitor da Universidade Fernando Pessoa); Arguentes: Dr. Alexandre Lemos de Castro Caldas (Universidade Católica Portuguesa), Dr. Mark Daniel Davis (Universidade de West Alabama); Vogais: Dra. Carla Bluhm (College of Coastal Georgia), Prof. Doutor Armindo Freitas Magalhães (Universidade Fernando Pessoa), Prof. Doutor Jorge Manuel Rodrigues (Universidade Fernando Pessoa).