CONDIÇÕES DE CANDIDATURA

Regime Geral: Estudantes do ensino secundário Português

  1. Condições de ingresso:
    a) Ser titular de um curso de ensino secundário Português ou equivalente legal;
    b) Ter realizado, no ano em curso ou nos dois anos anteriores e com nota mínima de 95 valores (numa escala de 0 a 200), a prova de ingresso, ou o conjunto de provas, exigidas para o curso ao qual se candidata.
  2. Critérios de admissão:
    A candidatura pelo Regime Geral é baseada na Nota de Candidatura (por ordem decrescente de nota).
    2.1. A nota de candidatura é uma classificação na escala de 0 a 200 pontos (arredondada às décimas) e o candidato terá que ter nota igual ou superior a 100 pontos
    2.2. É calculada através da seguinte fórmula: classificação do ensino secundário × 0,65 + classificação da prova de ingresso exigida × 0,35
  3. Submissão da candidatura:
    3.1. Online
    , clicando no botão “EFETUAR CANDIDATURA” abaixo
    # A candidatura online apenas é validada após o pagamento da taxa de candidatura.

EFETUAR CANDIDATURA

3.2. Presencialmente, no Gabinete de Ingresso:

Documentos necessários:

  • Cópia do documento de identificação da União Europeia | Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Ficha de classificação dos exames nacionais do ensino secundário (Ficha ENES) do ano civil em que apresenta a candidatura;
  • Boletim de candidatura devidamente preenchido (fornecido pela UFP);
  • Pagamento da taxa de candidatura.
  1. Matrícula:
    Os candidatos colocados terão que efetuar a sua matrícula online (ligação) ou, em alternativa, presencialmente, no Gabinete de Ingresso.

4.1. A matrícula online é a opção mais simples e rápida. Após “Verificar candidatura” e confirmar que foi colocado, siga os passos indicados online para a realização da matrícula (ligação), dentro dos prazos estabelecidos para cada fase e regime de ingresso.

4.2. Documentos necessários – Candidatos que efetuaram a candidatura online:

  • Cópia do documento de identificação da União Europeia | Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Ficha de classificação dos exames nacionais do ensino secundário (Ficha ENES) do ano civil em que apresenta a candidatura;
  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.

4.3. Documentos necessários – Candidatos que efetuaram a candidatura presencialmente:

  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.

5.  Cronograma – Reg. Geral 2018/19*:
1ª fase
Candidaturas: 1 MAI. a 14 AGO. 2018
Resultados: 17 AGO. 2018
Matrículas: 20 AGO a 7 SET. 2018
2ª fase
Candidaturas: 11. a 18 SET. 2018
Resultados: 20 SET. 2018
Matrículas: 20 a 26 SET. 2018
* Não dispensa a consulta da informação sobre datas de candidatura – Cronograma de Ingresso (PDF).

6. Informações importantes:
6.1. Não é efetuada a devolução de documentação entregue.
6.2. A abertura dos cursos obedece a um número mínimo de matrículas.
6.3. Não dispensa a consulta da informação sobre datas de candidatura – Cronograma de Ingresso (PDF).

Regime Geral: Estudantes do ensino secundário da União Europeia

  1. Condições de ingresso:
    a) Ser titular de um curso de ensino secundário de um país da União Europeia ou equivalente legal;
    b) Ter realizado, este ano ou nos dois anos anteriores, exames finais das disciplinas terminais do ensino secundário estrangeiro correspondentes às provas de ingresso fixadas para o curso ao qual se candidatam;
    c) Ter obtido nos exames estrangeiros referidos na alínea anterior nota mínima de 95 valores (numa escala de 0 a 200).
  2. Critérios de admissão:
    A candidatura pelo Regime Geral é baseada na Nota de Candidatura (por ordem decrescente de nota).
    a) A nota de candidatura é uma classificação na escala de 0 a 200 pontos (arredondada às décimas) e o candidato terá que ter nota igual ou superior a 100 pontos
    b) É calculada através da seguinte fórmula: classificação do ensino secundário × 0,65 + classificação dos exames finais do ensino secundário estrangeiro × 0,35*
    * Correspondentes às provas de ingresso fixadas para o curso ao qual se candidatam
  3. Os candidatos terão que obter os seguintes documentos académicos para a sua candidatura:
    3.1. Documento comprovativo da equivalência do ensino secundário estrangeiro ao ensino secundário português: a obter em qualquer escola do ensino secundário em Portugal (ligação);
    3.2. Documento comprovativo da validação dos exames finais das disciplinas terminais do ensino secundário estrangeiro correspondentes às provas de ingresso (ligação) fixadas para o curso ao qual se candidatam: a obter na Direção Geral de Ensino Superior.
  4. Submissão da candidatura:
    4.1. Online, clicando no botão “EFETUAR CANDIDATURA” abaixo
    # A candidatura online apenas é validada após o pagamento da taxa de candidatura.

EFETUAR CANDIDATURA

4.2. Presencialmente, no Gabinete de Ingresso:

Documentos necessários:

  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Documento comprovativo da equivalência do ensino secundário estrangeiro ao ensino secundário português;
  • Documento comprovativo da validação dos exames finais das disciplinas terminais do ensino secundário estrangeiro correspondentes às provas de ingresso fixadas para o curso ao qual se candidatam;
  • Boletim de candidatura devidamente preenchido (fornecido pela UFP);
  • Pagamento da taxa de candidatura.

5. Matrícula:
Os candidatos colocados terão que efetuar a sua matrícula online (ligação) ou, em alternativa, presencialmente, no Gabinete de Ingresso.

5.1. A matrícula online é a opção mais simples e rápida. Após “Verificar candidatura” e confirmar que foi colocado, siga os passos indicados online para a realização da matrícula (ligação), dentro dos prazos estabelecidos para cada fase e regime de ingresso.

5.2. Documentos necessários – Candidatos que efetuaram a candidatura online:

  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Documento comprovativo da equivalência do ensino secundário estrangeiro ao ensino secundário português;
  • Documento comprovativo da validação dos exames finais das disciplinas terminais do ensino secundário estrangeiro correspondentes às provas de ingresso fixadas para o curso ao qual se candidatam;
  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.

5.3. Documentos necessários – Candidatos que efetuaram a candidatura presencialmente:

  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.
  1. Cronograma – Reg. Geral 2018/19*:
    1ª fase
    Candidaturas: 1 MAI. a 14 AGO. 2018
    Resultados: 17 AGO. 2018
    Matrículas: 20 AGO a 7 SET. 2018
    2ª fase
    Candidaturas: 11. a 18 SET. 2018
    Resultados: 20 SET. 2018
    Matrículas: 20 a 26 SET. 2018
    * Não dispensa a consulta da informação sobre datas de candidatura – Cronograma de Ingresso (PDF).
  2. Informações importantes:
    7.1. Não é efetuada a devolução de documentação entregue;
    7.2. A abertura dos cursos obedece a um número mínimo de matrículas.
    7.3. Não dispensa a consulta da informação sobre datas de candidatura – Cronograma de Ingresso (PDF).
  1. A figura do Estudante Internacional aplica-se aos candidatos de nacionalidade extracomunitária que nunca tenham estado inscritos no ensino superior
    São considerados exceções:
    a) Candidatos de fora da União Europeia que, em 31 de agosto do ano em que pretendem ingressar no ensino superior, residam legalmente em Portugal, de forma ininterrupta há mais de dois anos;
    b) Candidatos que sejam filhos dos mencionados na alínea anterior e com eles residam legalmente;
    c) Candidatos estrangeiros que requeiram o ingresso no ensino superior através dos regimes especiais de acesso e ingresso regulados pelo Decreto-Lei n.º 393-A/99, de 2 de outubro, alterado pelo Decreto-Lei n.º 272/2009, de 1 de outubro, nomeadamente:
    – Estudantes bolseiros nacionais de países africanos de expressão portuguesa, no quadro dos acordos de cooperação firmados pelo Estado Português;
    – Funcionários estrangeiros de missão diplomática acreditada em Portugal e seus familiares aqui residentes, em regime de reciprocidade;
    – Praticantes desportivos de alto rendimento;
    – Naturais e filhos de naturais do território de Timor Leste.
    d) Estudantes estrangeiros que se encontrem a frequentar uma instituição de ensino superior portuguesa, no âmbito de um programa de mobilidade internacional para a realização de parte de um ciclo de estudos de uma instituição de ensino superior estrangeira com quem a instituição portuguesa tenha estabelecido acordo de intercâmbio com esse objetivo.

# Se se enquadrar numa estas exceções, não poderá apresentar a candidatura pelo regime de Estudante Internacional, mas sim pelo Regime Geral ou pelo regime de Maiores de 23.

  1. Condições de ingresso:
    a) Ser titular de um curso de ensino secundário estrangeiro ou equivalente legal;
    b) Ter realizado exames finais das disciplinas terminais do ensino secundário estrangeiro equivalentes às provas de ingresso fixadas para o curso ao qual se candidatam, para esse ano, no âmbito do regime geral de acesso.
    c) Os exames estrangeiros referidos na alínea anterior devem ter sido aprovados com a nota mínima de 95 valores (numa escala de 0 a 200) e podem ter sido realizados em qualquer ano letivo.

NOTA: Alunos Brasileiros poderão utilizar o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

  1. Critérios de admissão:
    A candidatura pelo regime de Estudante Internacional é baseada na Nota de Candidatura (por ordem decrescente de nota).
    a) A nota de candidatura é uma classificação na escala de 0 a 200 pontos (arredondada às décimas) e o candidato terá que ter nota igual ou superior a 100 pontos.
    b) É calculada através da seguinte fórmula: classificação do ensino secundário × 0,65 + classificação dos exames finais do ensino secundário estrangeiro* × 0,35
    * Correspondentes às provas de ingresso fixadas para o curso ao qual se candidatam
  1. Os candidatos terão que obter os seguintes documentos académicos para a sua candidatura:
    4.1. Documento comprovativo da equivalência do ensino secundário estrangeiro ao ensino secundário português: a obter em qualquer escola do ensino secundário em Portugal (ligação).
    4.2. Certidão de habilitações com os exames finais das disciplinas terminais do ensino secundário estrangeiro que sejam os homónimos às provas de ingresso exigidas para o curso ao qual se candidatam, devidamente autenticada: a obter na escola de ensino secundário que frequentaram no estrangeiro.
  1. Submissão da candidatura:
    5.1. Online, clicando no botão “EFETUAR CANDIDATURA” abaixo
    # A candidatura online apenas é validada após o pagamento da taxa de candidatura.

EFETUAR CANDIDATURA

5.2. Presencialmente, no Gabinete de Ingresso:

Documentos necessários:

  • Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Comprovativo da equivalência do ensino secundário estrangeiro ao ensino secundário português;
  •  Certidão de habilitações com os exames finais das disciplinas terminais do ensino secundário estrangeiro que sejam os homónimos às provas de ingresso exigidas para o curso ao qual se candidatam, devidamente autenticada (Ver nota 10.3);
  • Boletim de candidatura devidamente preenchido (fornecido pela UFP);
  • Declaração de honra que se enquadra na figura de Estudante Internacional;
  • Pagamento da taxa de candidatura.
  1. Matrícula:
    Os candidatos colocados terão que efetuar a sua matrícula presencialmente no Gabinete de Ingresso.

6.1. Candidatos que efetuaram a candidatura online:

Documentos necessários:

  • Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Comprovativo da equivalência do ensino secundário estrangeiro ao ensino secundário português;
  • Certidão de habilitações com os exames finais das disciplinas terminais do ensino secundário estrangeiro que sejam os homónimos às provas de ingresso exigidas para o curso ao qual se candidatam, devidamente autenticada (Ver nota 7.3);
  • Comprovativo de proficiência da língua na qual pretendem estudar;
  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Declaração de honra que se enquadra na figura de Estudante Internacional;
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.

6.2. Candidatos que efetuaram a candidatura presencialmente:

Documentos necessários:

  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Comprovativo de proficiência da língua na qual pretendem estudar;
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.

7. Cronograma – Est. Internacionais 2018/19*:
Candidaturas: 26 FEV. a 13 ABR. 2018
Semana de provas (se aplicável): 18 a 27 ABR. 2018
Resultados: 18 MAI. 2018
Confirmação aceitação de vaga: até 25 MAI. 2018
Matrículas: até 3 SET. 2018
* Não dispensa a consulta da informação sobre datas de candidatura – Cronograma de Ingresso (PDF).

8. Notas:
8.1. Não é efetuada a devolução de documentação entregue;
8.2. A abertura dos cursos obedece a um número mínimo de matrículas;
8.3. Certidões provenientes de estabelecimentos de ensino estrangeiro: originais ou fotocópias têm que estar autenticados pelos serviços oficiais de educação do respetivo país e reconhecidos pela autoridade diplomática portuguesa ou trazer a Apostilha da Convenção de Haia. A certidão de disciplinas deve também incluir a respetiva escala de notas utilizada na avaliação curricular;
8.4. Documentos académicos ou profissionais devem ser emitidos em Português, Inglês, Espanhol ou Francês. Se emitidos noutra língua deverão ser traduzidos para uma das línguas aceites, por um tradutor reconhecido pela respetiva entidade diplomática (de acordo com a língua para a qual for traduzida).
8.5. Não dispensa a consulta da informação sobre datas de candidatura – Cronograma de Ingresso (PDF).

1. Condições de ingresso:
Ter concluído um curso superior (bacharelato, licenciatura, mestrado ou doutoramento) na UFP ou noutro estabelecimento de ensino superior. Os candidatos abrangidos por este regime de ingresso podem candidatar-se a qualquer curso superior.

2. Critérios de seriação para Titular de Curso Superior, para o 1.º ano, 1.º semestre, de um ciclo de estudos, são:
2.1. Proveniente de um curso de área científica afim ao qual se candidata;
2.2. Média da classificação final do curso de origem (critério de desempate).

3. Cronograma 2018/19*:
Candidaturas: 2 ABR. a 30 MAI. 2018**
Resultados: 15 JUN. 2018
Matrículas: até 3 SET. 2018

* Não dispensa a consulta da informação sobre datas de candidatura – Cronograma de Ingresso (PDF).
** Graduados em Odontologia ou Medicina Dentária que pretendam candidatar-se ao mestrado integrado em Medicina Dentária: Candidaturas até 30 de abril de 2018.
Por favor consultar a opção “Pretendo obter equivalência ou revalidar o meu diploma de Odontologia/Cirurgia Dentária”.

Notas:
1. O resultado da candidatura é confirmado em http://candidaturas.ufp.pt – Verificar candidatura.
1.1. Candidatos que solicitem creditações serão contactados com a resposta por e-mail.
2. Sobrando vagas, a UFP poderá abrir nova fase de candidaturas durante o mês de setembro de 2018.
3. Candidatos extracomunitários residentes no estrangeiro que não consigam obter o Visto de Estudante atempadamente, poderão realizar a sua matrícula até ao prazo máximo de 30 de setembro de 2018, sendo da responsabilidade dos mesmos recuperar a matéria lecionada até essa data.

4. Vagas e pré-requisitos
A candidatura a alguns cursos está sujeita à satisfação de pré-requisitos. Deverá consultar a página de cada curso.

5. Submissão da candidatura
     5.1. Online: em http://candidaturas.ufp.pt:

– Cidadãos nacionais, da União Europeia e extracomunitários residentes em Portugal
– Cidadãos extracomunitários residentes no estrangeiro
EFETUAR CANDIDATURA

Documentos necessários:

  • Diploma ou Certidão de conclusão do Curso Superior (Ver Notas 8.3 e 8.4);
  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Passaporte, se estiverem a residir na União Europeia deverão acrescentar o título de residência do país da UE;
  • Pagamento da taxa de candidatura.
    # A candidatura online apenas é validada após o pagamento da taxa de candidatura.
    # Para pedir equivalências dos estudos anteriores: Ver ponto 7.

5.2. Presencialmente, no Gabinete de Ingresso:

Documentos necessários:

  • Diploma ou Certidão de conclusão do Curso Superior (Ver Notas 8.3 e 8.4));
  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Comprovativo de proficiência da língua na qual pretendem estudar;
  • Boletim de candidatura devidamente preenchido (fornecido pela UFP);
  • Pagamento da taxa de candidatura
    # Para pedir equivalências dos estudos anteriores: Ver ponto 7.

6. Matrícula:
Os candidatos colocados terão que efetuar a sua matrícula presencialmente no Gabinete de Ingresso.

6.1. Candidatos que efetuaram a candidatura online:

Documentos necessários:

  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Diploma ou Certidão de conclusão do Curso Superior (Ver Notas 8.3 e 8.4);
  •  Comprovativo de proficiência da língua na qual pretendem estudar;
  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.
    # Candidatos que tenham solicitado análise de creditações, terão que pagar ainda a taxa de registo de creditações.

6.2. Candidatos que efetuaram a candidatura presencialmente:

Documentos necessários:

  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.
    # Candidatos que tenham solicitado análise de creditações, terão que pagar ainda as taxas de registo de creditações.

7. Creditações:

7.1. Elementos necessários:

  • Formulário de pedido de análise de creditações;
  • Análise de estudos realizados noutras instituições:
    …Cópia da certidão de disciplinas (ver Notas 9.3 e 9.4);
       …Programas das disciplinas carimbados pela instituição de ensino emissora.
  • Análise de experiência profissional:
       …Curriculum Vitae atualizado (Modelo Europass);
       …Elementos probatórios das atividades mencionadas no CV;
       …Relatório comprovativo da experiência e competências profissionais relevantes para o ciclo de estudos.
  • Pagamento da taxa de análise de creditações (taxas relativas ao pedido e registo de creditações referidas no preçário).

7.2. Forma de submissão do pedido:

  • Candidatos que submetam a candidatura presencialmente: em mãos, no ato da candidatura;
  • Candidatos que submetam a candidatura online: terão que enviar os documentos e o pagamento (feito por Vale Postal) pelo correio para Universidade Fernando Pessoa | Gabinete de Ingresso | Praça 9 de Abril, 349 | 4249-004 Porto | Portugal.

8. Notas:
8.1. Não é efetuada a devolução de documentação entregue;
8.2. A abertura dos cursos obedece a um número mínimo de matrículas;
8.3. Certidões provenientes de estabelecimentos de ensino estrangeiro:
– Originais ou fotocópias têm que estar autenticados pelos serviços oficiais de
educação do respetivo país e reconhecidos pela autoridade diplomática portuguesa ou trazer a Apostilha de Haia.
– Estas autenticações devem estar claramente visíveis nas versões digitais submetidas nas candidaturas online.
– A certidão de disciplinas deve também incluir a respetiva escala de notas utilizada na avaliação quantitativa, com indicação da nota mínima para aprovação.
8.4. Documentos académicos ou profissionais devem ser emitidos em Português, Inglês, Espanhol ou Francês. Se emitidos noutra língua deverão ser traduzidos para Português, por um tradutor reconhecido pelas autoridades diplomáticas portuguesas.
8.5. Não dispensa a consulta da informação sobre datas de candidatura – Cronograma de Ingresso (PDF).

1. Condições de ingresso:
1.1. Ter estado matriculado e inscrito noutro par instituição/curso e não o ter concluído;
1.2. Ter realizado exames finais das disciplinas terminais do ensino secundário estrangeiro que sejam os correspondentes às provas de ingresso (PDF) exigidas para o curso ao qual se candidatam no âmbito do regime geral de acesso – os quais podem ter sido realizados em qualquer ano letivo;
1.3. Ter, nesses exames nota mínima de 95 valores (numa escala de 0 a 200).
# Não é permitida a mudança de par instituição/curso no ano letivo em que o estudante tenha sido colocado em par instituição/curso de ensino superior ao abrigo de qualquer regime de acesso e ingresso e se tenha matriculado e inscrito.

2. Critérios de seriação para a mudança de par instituição/curso, para o 1.º ano de um ciclo de estudos, são:
2.1. Maior número de disciplinas aprovadas no curso de origem;
2.2. Média das classificações das disciplinas aprovadas no curso de origem;
2.3. Proveniente de um curso de área científica afim ao qual se candidata (critério de desempate).

3. Cronograma 2018/19*
Candidaturas: 2 ABR. a 30 MAI. 2018**
Resultados: 15 JUN. 2018
Matrículas: até 3 SET. 2018

* Não dispensa a consulta da informação sobre datas de candidatura – Cronograma de Ingresso (PDF).
** Graduados em Odontologia ou Medicina Dentária que pretendam candidatar-se ao mestrado integrado em Medicina Dentária: Candidaturas até 30 de abril de 2018.
Por favor consultar a opção “Pretendo obter equivalência ou revalidar o meu diploma de Odontologia/Cirurgia Dentária”.

Notas:
1. O resultado da candidatura é confirmado em http://candidaturas.ufp.pt – Verificar candidatura.
1.1. Candidatos que solicitem creditações serão contactados com a resposta por e-mail.
2. Sobrando vagas, a UFP poderá abrir nova fase de candidaturas durante o mês de setembro de 2018.
3. Candidatos extracomunitários residentes no estrangeiro que não consigam obter o Visto de Estudante atempadamente, poderão realizar a sua matrícula até ao prazo máximo de 30 de setembro de 2018, sendo da responsabilidade dos mesmos recuperar a matéria lecionada até essa data.

4. Vagas e pré-requisitos
A candidatura a alguns cursos está sujeita à satisfação de pré-requisitos. Deverá consultar a página de cada curso.

5. Submissão da candidatura
5.1. Online: em http://candidaturas.ufp.pt:
– Cidadãos nacionais, da União Europeia e extracomunitários residentes em Portugal
– Cidadãos extracomunitários residentes no estrangeiro
EFETUAR CANDIDATURA

Documentos necessários:

  • Ficha ENES (estudantes do ensino secundário Português) ou certidão de disciplinas do Ensino Secundário estrangeiro (Ver Notas 8.3 e 8.4);
  • Certidão comprovativa de matrícula no ensino superior OU Cópia da Certidão de disciplinas da licenciatura (Ver Notas 8.3 e 8.4);
  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Passaporte, se estiverem a residir na União Europeia deverão acrescentar o título de residência do país da UE;
  • Pagamento da taxa de candidatura
    # A candidatura online apenas é validada após o pagamento da taxa de candidatura.
    # Para pedir equivalências dos estudos concluídos no curso anterior: Ver ponto 7.

5.2. Presencialmente, no Gabinete de Ingresso:

Documentos necessários:

  • Ficha ENES ou cópia autenticada da certidão de disciplinas do Ensino Secundário Estrangeiro (Ver Notas 8.3 e 8.4);
  • Certidão comprovativa de matrícula no ensino superior OU Certidão de disciplinas da licenciatura (Ver Notas 8.3 e 8.4);
  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Comprovativo de proficiência da língua na qual pretendem estudar;
  • Boletim de candidatura devidamente preenchido (fornecido pela UFP);
  • Pagamento da taxa de candidatura.
    # Para pedir equivalências dos estudos concluídos no curso anterior: Ver ponto 7.

6. Matrícula:
Os candidatos colocados terão que efetuar a sua matrícula presencialmente no Gabinete de Ingresso.

6.1. Candidatos que efetuaram a candidatura online:

Documentos necessários:

  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Ficha ENES ou certidão de disciplinas do Ensino Secundário (Ver Notas 8.3 e 8.4);
  • Certidão comprovativa de matrícula no ensino superior OU Certidão de disciplinas da licenciatura (Ver Notas 8.3 e 8.4);
  • Comprovativo de proficiência da língua na qual pretendem estudar;
  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.
    # Candidatos que tenham solicitado análise de creditações, terão que pagar ainda as taxas de registo de creditações.

6.2. Candidatos que efetuaram a candidatura presencialmente:

Documentos necessários:

  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.
    # Candidatos que tenham solicitado análise de creditações, terão que pagar ainda as taxas de registo de creditações.

7. Creditações:
7.1.Elementos necessários:
– Formulário de pedido de análise de creditações;
– Análise de estudos realizados noutras instituições:
…Cópia da certidão de disciplinas (ver Notas 8.3 e 8.4);
…Programas das disciplinas carimbados pela instituição de ensino emissora.
– Análise de experiência profissional:
   …Curriculum Vitae atualizado (Modelo Europass);
   …Elementos probatórios das atividades mencionadas no CV;
   …Relatório comprovativo da experiência e competências profissionais relevantes para o ciclo de estudos.
– Pagamento da taxa de análise de creditações (taxas relativas ao pedido e registo de creditações referidas no preçário).

7.2. Forma de submissão do pedido:
– Candidatos que submetam a candidatura presencialmente: em mão, no ato da candidatura;
– Candidatos que submetam a candidatura online: terão que enviar os documentos e o pagamento (feito por Vale Postal) pelo correio para Universidade Fernando Pessoa | Gabinete de Ingresso | Praça 9 de Abril, 349 | 4249-004 Porto | Portugal.

8. Notas:
8.1. Não é efetuada a devolução de documentação entregue.
8.2. A abertura dos cursos obedece a um número mínimo de matrículas.
8.3. Certidões provenientes de estabelecimentos de ensino estrangeiro:
– Originais ou fotocópias têm que estar autenticados pelos serviços oficiais de educação do respetivo país e reconhecidos pela autoridade diplomática portuguesa ou trazer a Apostilha de Haia;
– Estas autenticações devem estar claramente visíveis nas versões digitais submetidas nas candidaturas online;
– A certidão de disciplinas deve também incluir a respetiva escala de notas utilizada na avaliação quantitativa, com indicação da nota mínima para aprovação;
8.4. Documentos académicos ou profissionais devem ser emitidos em Português, Inglês, Espanhol ou Francês. Se emitidos noutra língua deverão ser traduzidos para Português, por um tradutor reconhecido pelas autoridades diplomáticas portuguesas.

  1. Condições de ingresso:
    1.1. Terem concluído um Diploma de Especialização Tecnológica (nível de qualificação 5);
    1.2. Ter realizado exames finais das disciplinas terminais do ensino secundário correpondentes às provas de ingresso exigidas para o curso ao qual se candidatam no âmbito do regime geral de acesso – os quais podem ter sido realizados em qualquer ano letivo;
    1.3. Ter, nesses exames nota mínima de 95 valores (numa escala de 0 a 200).
  2. Cronograma 2018/19*:
    Candidaturas: 2 ABR. a 30 MAI. 2018**
    Resultados: 15 JUN. 2018
    Matrículas: até 3 SET. 2018* Não dispensa a consulta da informação sobre datas de candidatura – Cronograma de Ingresso (PDF).
    ** Graduados em Odontologia ou Medicina Dentária que pretendam candidatar-se ao mestrado integrado em Medicina Dentária: Candidaturas até 30 de abril de 2018.
    Por favor consultar a opção “Pretendo obter equivalência ou revalidar o meu diploma de Odontologia/Cirurgia Dentária”.Notas:
    1. O resultado da candidatura é confirmado em http://candidaturas.ufp.pt – Verificar candidatura.
    1.1. Candidatos que solicitem creditações serão contactados com a resposta por e-mail.
    2. Sobrando vagas, a UFP poderá abrir nova fase de candidaturas durante o mês de setembro de 2018.
    3. Candidatos extracomunitários residentes no estrangeiro que não consigam obter o Visto de Estudante atempadamente, poderão realizar a sua matrícula até ao prazo máximo de 30 de setembro de 2018, sendo da responsabilidade dos mesmos recuperar a matéria lecionada até essa data.

3. Vagas e pré-requisitos
A candidatura a alguns cursos está sujeita à satisfação de pré-requisitos. Deverá consultar a página de cada curso.

4. Submissão da candidatura:
4.1. Online:
-Cidadãos nacionais, da União Europeia e extracomunitários residentes em Portugal

EFETUAR CANDIDATURA

Documentos necessários:

  • Ficha ENES (Ver Nota 6.3);
  • Diploma de Especialização Tecnológica Português;
  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Comprovativo de proficiência da língua na qual pretendem estudar;
  • Pagamento da taxa de candidatura.
    # A candidatura online apenas é validada após o pagamento da taxa de candidatura.

4.2. Presencialmente, no Gabinete de Ingresso:

Documentos necessários:

  • Ficha ENES (ver Nota 6.3);
  • Diploma de Especialização Tecnológica Português;
  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Comprovativo de proficiência da língua na qual pretendem estudar;
  • Boletim de candidatura devidamente preenchido (fornecido pela UFP);
  • Pagamento da taxa de candidatura

5. Matrícula:
Os candidatos colocados terão que efetuar a sua matrícula presencialmente no Gabinete de Ingresso.

5.1. Candidatos que efetuaram a candidatura online:

Documentos necessários:

  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Ficha ENES ou certidão de disciplinas do Ensino Secundário (Ver Notas 6.3);
  • Diploma de Especialização Tecnológica Português;
  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.
    # Candidatos que tenham solicitado análise de creditações, terão que pagar ainda as taxas de registo de creditações.

5.2. Candidatos que efetuaram a candidatura presencialmente:

Documentos necessários:

  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.
    # Candidatos que tenham solicitado análise de creditações, terão que pagar ainda as taxas de registo de creditações.

6. Notas:
6.1. Não é efetuada a devolução de documentação entregue.
6.2. A abertura dos cursos obedece a um número mínimo de matrículas.
6.3. Candidatos que não possuam Ficha ENES, poderão substitui-la pela Certidão do Ensino Secundário com os resultados (nota mínima 9.5) dos exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso exigidas para o ingresso no ciclo de estudos em causa através do Regime Geral de acesso ao ensino superior.

1. Condições de ingresso:
1.1. Terem concluído um Diploma de Especialização Tecnológica (nível de qualificação 5);
1.2. Ter realizado exames finais das disciplinas terminais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso (PDF) exigidas para o curso ao qual se candidatam no âmbito do regime geral de acesso – os quais podem ter sido realizados em qualquer ano letivo;
1.3. Ter, nesses exames nota mínima de 95 valores (numa escala de 0 a 200).

2. Cronograma 2018/19*:
Candidaturas: 2 ABR. a 30 MAI. 2018**
Resultados: 15 JUN. 2018
Matrículas: até 3 SET. 2018

* Não dispensa a consulta da informação sobre datas de candidatura – Cronograma de Ingresso (PDF).
** Graduados em Odontologia ou Medicina Dentária que pretendam candidatar-se ao mestrado integrado em Medicina Dentária: Candidaturas até 30 de abril de 2018.
Por favor consultar a opção “Pretendo obter equivalência ou revalidar o meu diploma de Odontologia/Cirurgia Dentária”.

Notas:
1. O resultado da candidatura é confirmado em http://candidaturas.ufp.pt – Verificar candidatura.
1.1. Candidatos que solicitem creditações serão contactados com a resposta por e-mail.
2. Sobrando vagas, a UFP poderá abrir nova fase de candidaturas durante o mês de setembro de 2018.
3. Candidatos extracomunitários residentes no estrangeiro que não consigam obter o Visto de Estudante atempadamente, poderão realizar a sua matrícula até ao prazo máximo de 30 de setembro de 2018, sendo da responsabilidade dos mesmos recuperar a matéria lecionada até essa data.

3. Vagas e pré-requisitos
A candidatura a alguns cursos está sujeita à satisfação de pré-requisitos. Deverá consultar a página de cada curso.

4. Submissão da candidatura
4.1.Online: Cidadãos nacionais, da União Europeia e extracomunitários residentes em Portugal
EFETUAR CANDIDATURA

Documentos necessários:

  • Ficha ENES (Ver Nota 7.3);
  • Diploma de Especialização Tecnológica Português;
  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
    – Comprovativo de proficiência da língua na qual pretendem estudar;
  • Pagamento da taxa de candidatura
    # A candidatura online apenas é validada após o pagamento da taxa de candidatura.

4.2. Presencialmente, no Gabinete de Ingresso:

Documentos necessários:

  • Ficha ENES (ver Nota 6.3);
  • Diploma de Especialização Tecnológica Português;
  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
    – Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Comprovativo de proficiência da língua na qual pretendem estudar;
  • Boletim de candidatura devidamente preenchido (fornecido pela UFP);
  • Pagamento da taxa de candidatura.

5. Matrícula:
Os candidatos colocados terão que efetuar a sua matrícula presencialmente no Gabinete de Ingresso.

5.1. Candidatos que efetuaram a candidatura online:

Documentos necessários:

  • Cópia do documento de identificação da União Europeia; Cidadãos Extracomunitários: Visto de Estudante ou Cartão de Residência emitido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal;
  • Cópia do documento de identificação fiscal (para emissão de recibos);
  • Ficha ENES ou certidão de disciplinas do Ensino Secundário (Ver Notas 6.3);
  • Diploma de Especialização Tecnológica Português;
  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.
    # Candidatos que tenham solicitado análise de creditações, terão que pagar ainda as taxas de registo de creditações.

5.2. Candidatos que efetuaram a candidatura presencialmente:

Documentos necessários:

  • Boletim de matrícula devidamente preenchido (PDF);
  • Fotografia (3 x 4 cm);
  • Atestado médico e boletim de vacinas atualizado (não aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos) OU Comprovativo de satisfação dos pré-requisitos (aplicável aos cursos em que são exigidos pré-requisitos);
  • Pagamento da matrícula e da propina.
    # Candidatos que tenham solicitado análise de creditações, terão que pagar ainda as taxas de registo de creditações.

6. Notas:
6.1. Não é efetuada a devolução de documentação entregue;
6.2. A abertura dos cursos obedece a um número mínimo de matrículas;
6.3. Candidatos que não possuam Ficha ENES, poderão substitui-la pela Certidão do Ensino Secundário com os resultados (nota mínima 9.5) dos exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso exigidas para o ingresso no ciclo de estudos em causa através do Regime Geral de acesso ao ensino superior.

Informações de candidatura ao mestrado integrado em Medicina Dentária por Graduados em Odontologia/Cirurgia Dentária
A Universidade Fernando Pessoa  não faz o reconhecimento/ equivalência direta de cursos. Contudo, graduados em Odontologia/Cirurgia Dentária por instituições oficiais extracomunitárias poderão apresentar uma candidatura ao mestrado integrado em Medicina Dentária da UFP, solicitando a creditação dos estudos prévios e da experiência profissional.

A candidatura é composta por duas fases:

1ª FASE: CANDIDATURA ADMINISTRATIVA

1. Os candidatos terão que submeter a sua candidatura administrativa, para verificação do cumprimento dos requisitos administrativos e científicos necessários à admissão no mestrado integrado em Medicina Dentária.

2. A candidatura é submetida única e exclusivamente no site da UFP entre 26 de março e 30 de abril de 2018http://candidaturas.ufp.pt/index.php?url=odontologia

Não serão consideradas candidaturas fora deste prazo. Não dispensa a consulta da informação sobre datas de candidatura – Cronograma de Ingresso (PDF).

  1. Os candidatos terão que preencher o formulário disponível no site e anexar os documentos solicitados em cada campo:
    3.1. No caso de cursos realizados (graduação, especialização, pós-graduação,…), a documentação académica a incluir para cada curso é sempre:
    3.1.1. Diploma de conclusão do curso;
    3.1.2. Histórico escolar do curso, com a escala de avaliação quantitativa (exemplo: avaliação de 0 a 20 valores, nota mínima para aprovação: 10 valores)
    3.2. A documentação académica tem que estar autenticada e visível nas versões digitais; os candidatos aceites terão que entregar os originais dessas cópias autenticadas no ato da matrícula; Não há devolução de documentação, pelo que se recomenda a autenticação de cópias (não dos originais).
    3.3. As autenticações têm que ser feitas no país no qual o curso foi realizado. As únicas autenticações aceites pela UFP são:
    3.3.1. Apostilha de Haia (ligação); ou
    3.3.2. Serviços oficiais de educação do respetivo país + autoridade diplomática portuguesa;
    3.4. Documentos académicos ou profissionais que forem emitidos em língua Portuguesa, língua Inglesa, língua Espanhola ou língua Francesa não precisam de ser traduzidos. Se emitidos noutra língua, e depois de autenticar os originais (no caso de certificados académicos), os candidatos terão que providenciar uma tradução dos documentos para Português por um tradutor reconhecido pelas autoridades diplomáticas portuguesas. A tradução complementa os documentos originais que também têm que ser incluídos.
  2. A taxa de candidatura e de pedido de análise de creditações é de 200€, não reembolsável e não deduzido da matrícula;
    4.1. A candidatura administrativa apenas é validada após o pagamento da taxa de 200€;
    4.2. Candidatos que não tenham conta bancária portuguesa têm que pagar a candidatura online por PayPal (única forma possível de pagamento);
    4.3. Depois de submeterem a candidatura no site da UFP serão reencaminhados para o site da PayPal para fazerem o pagamento – se não o fizerem nessa altura, não conseguirão validar o pagamento mais tarde e terão que voltar a submeter a candidatura no site da UFP.

Após a sua receção, a candidatura será analisada para cumprimento dos requisitos administrativos e científicos, sendo a resposta de admissão para a 2ª fase do processo, enviada para o email fornecido pelo(a) candidato(a), num prazo previsto de 30 dias.

2ª FASE: EXAME DE CREDITAÇÃO

  1. Os candidatos admitidos terão de realizar um exame de verificação de conhecimentos e competências básicas e específicas para determinar a extensão da creditação da formação graduada em Odontologia e definição do plano de formação complementar, para obtenção do grau de mestre em Medicina Dentária/Odontologia, exigido pela Diretiva Europeia 2005/36/EC, como pré-requisito para o exercício da atividade profissional de dentista nos países da União Europeia.
  2. O exame é uma prova escrita, sendo realizado nas instalações da UFP, no Porto, no mês de setembro.
    Único: Os candidatos não falantes da língua Portuguesa ou prevenientes de países de outras línguas, poderão responder ao exame na língua inglesa.
  3. Os candidatos admitidos para o exame terão que formalizar a inscrição no referido exame, por email, no prazo de 15 dias (após a comunicação da sua admissão administrativa).
    3.1. Candidatos de nacionalidade extracomunitária terão que incluir na sua inscrição uma cópia do seu Passaporte válido.
    3.1.1. A UFP emitirá uma carta a declarar a aceitação no mestrado integrado em Medicina Dentária, para solicitarem o Visto de Estudante, obrigatório para a realização da matrícula, que tem que ser efetivada, presencialmente na UFP, até 30 de setembro de 2018.
    3.1.2. Os candidatos poderão indicar o email da Embaixada ou Consulado de Portugal no qual irão solicitar o Visto de Estudante, para que a UFP possa enviar cópia da carta para os serviços diplomáticos, a fim de agilizar o processo.
  4. O resultado do exame determinará o montante de ECTS (créditos europeus) creditados pela formação graduada e o plano de formação complementar para a obtenção do mestrado integrado em Medicina Dentária da UFP.
  5. A resposta de aceitação (ou não) será fornecida por email pelo Gabinete de Ingresso.
    5.1. Aos candidatos aprovados, serão indicadas as creditações atribuídas, as unidades curriculares (“disciplinas”) a realizar, bem como as taxas escolares a liquidar para a frequência do mestrado integrado em Medicina Dentária na UFP.
  6. O exame constará das matérias curriculares seguintes:
    6.1. Matérias básicas: Anatomia (PDF); Microbiologia (PDF); Fisiologia Geral (PDF); Materiais Dentários (PDF);
    6.2. Matérias específicas: Cirurgia Geral e Anestesiologia (PDF); Dentística (PDF); Endodontia (PDF); Periodontia (PDF); Prostodontia (PDF); Fisiatria e Oclusão (PDF).
           6.2.1. Os candidatos inscritos no exame poderão consultar no site da UFP os programas detalhados das matérias, bem como a respetiva bibliografia para estudo.
  7. Candidatos que não se apresentem ao exame serão automaticamente excluídos do processo de candidatura.

NOTAS:
Para complemento da análise administrativa e científica, poderão ser solicitados (em qualquer fase do processo de candidatura) os programas oficiais (“ementas”) das disciplinas dos cursos realizados:

  1. Se os programas forem emitidos numa língua que não o português, o inglês, o francês ou o espanhol, terão que ser acompanhados de tradução para a língua portuguesa por um tradutor reconhecido pelas autoridades diplomáticas portuguesas. A tradução complementa os documentos originais que também têm que ser incluídos;
  2. Estes programas poderão ser entregues no Gabinete de Ingresso ou enviados pelo correio (endereço em baixo) – não serão aceites programas por email.

CANDIDATOS ACEITES
1. Terão que efetuar a matrícula presencialmente na UFP até 30 de setembro de 2018.
2. Para a matrícula os candidatos terão que:
2.1. Entregar os originais das cópias autenticadas dos certificados académicos (submetidos digitalmente no ato da candidatura online); os programas das unidades curriculares dos cursos realizados (se ainda não entregues); o formulário dos pré-requisitos preenchido por um médico em Portugal; cópia do documento de identificação da União Europeia.
2.1.1. Candidatos extracomunitários terão que apresentar um Passaporte com Visto de Estudante ou, se já forem residentes legais em Portugal, cópia do Título de Residência emitido pelo SEF.2.2. Pagar as taxas escolares:
2.2.1. Matrícula de 350 €;
2.2.2. Taxa de desgaste do instrumental das clínicas dentárias: 50€ no ato da matrícula, 50€ até 10 de fevereiro seguinte;
2.2.3. Taxa de propina:
2.2.3.1. Proporcional aos ECTS (unidades de crédito) das disciplinas em que os candidatos se inscrevem;
2.2.3.1. Para inscrição em 60 ECTS (um ano letivo): o valor é de 6100€ (“pagamento à vista), ou de 11 mensalidades de 600€/cada (1ª paga com a matrícula, restantes até ao dia 10 dos meses compreendidos entre outubro e julho);
2.2.4. Taxa de registo de creditações:
2.2.4.1 Paga numa prestação única no ato da matrícula;
2.2.4.2 Proporcional aos ECTS a registar e ao tipo de creditações – o valor por cada ECTS é:

Tipo de creditações Valor
Formações realizadas no âmbito de estudos superiores conferentes de grau académico (graduações) 20.34€/1ECTS
Formações realizadas em instituições portuguesas no âmbito de cursos técnicos superiores profissionais 25.42€/1ECTS
Formações realizadas em cursos não conferentes de grau académico ministrados em instituições reconhecidas de ensino superior nacionais ou estrangeiras
Formações realizadas em instituições portuguesas, no âmbito de cursos de especialização tecnológica
Experiência profissional devidamente comprovada 50.83€/1ECTS
Outras formações não abrangidas pelas alíneas anteriores 50.00€/1ECTS


NOTAS:

1. Não são consideradas candidaturas ou matrículas incompletas;
2. A candidatura apresentada em 2018/19 apenas é válida para esse ano letivo. Candidatos admitidos que não se matriculem, terão que voltar a submeter a candidatura, cumprindo com as normas em vigor nesse mesmo ano.

TAXAS ESCOLARES

 

TAXAS* PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES  PRONTO PAGAMENTO
CANDIDATURA
(Pagamento único, deduzido da 1ª matrícula, desde que realizada no mesmo ano da candidatura)
100€ 100€
1ª MATRÍCULA
(Pagamento em prestações: primeira prestação paga no ato de matrícula; restantes 10 prestações pagas até ao dia 10 dos meses seguintes – outubro a julho | Prestação única: pagamento da anuidade no ato de matrícula)
350€ 350€
TAXA DE FREQUÊNCIA (1º ano)
(Pagamento em prestações: primeira prestação paga no ato de matrícula; restantes 10 prestações pagas até ao dia 10 dos meses seguintes – outubro a julho | Prestação única: pagamento da anuidade no ato de matrícula)
11x 275€ 2620€
SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS
Aulas lecionadas por Corpo Docente de referência nacional e internacional  ✔
Aulas práticas nos laboratórios pedagógicos, clínicas pedagógicas e no Hospital da UFP  ✔
Acesso aos serviços de saúde, a preços especiais, disponibilizados nas clínicas pedagógicas (fisioterapia, medicina dentária e terapêutica da fala) e no Hospital da UFP  ✔
Acesso, a preços especiais, à Academia de Saúde e Lazer (fitness, musculação e aulas de conjunto com acompanhamento profissional)  ✔
Acesso às 3 Bibliotecas Físicas, e às salas de estudo/trabalho em grupo, da Universidade Fernando Pessoa  ✔
Acesso aos milhares de periódicos e e-books disponibilizados na b-on (biblioteca do conhecimento online)  ✔
Apoio na candidatura a bolsas de estudo da Direcção Geral do Ensino Superior (DGES/DSAE).  ✔
Acesso gratuito à “oficina de televisão” para desenvolvimento de competências de produção de conteúdos vídeo  ✔
CARTÃO D’OURO DO HOSPITAL DA UFP
Anuidade 10€ 10€
Desconto – Consultas 30% 30%
Desconto – Consultas de Atendimento Urgente (SU) 20% 20%
Desconto – Medicina Dentária (excluindo cirurgias, próteses, implantes dentários e aparelhos ortodônticos) 20% 20%
Desconto – Medicina Física e de Reabilitação (incluindo fisioterapia) 20% 20%
Desconto – Internamento 10% 10%
Desconto – Cirurgia. 10% 10%
Desconto – Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica (à excepção da ressonância magnética, com desconto de 5%) 20% 20%
DESCONTOS
Desconto Antigo(a) Aluno(a) (que tenha concluído um curso conferente de grau na UFP), seus cônjuges e filhos. 15% 10%
Desconto Cônjuge (1º a matricular-se) 10% 10%
Desconto Cônjuge (2º a matricular-se) 5% 5%
Desconto Irmãos (1º a matricular-se) 10% 10%
Desconto Irmãos (2º a matricular-se) 5% 5%
Desconto membros não aposentados associações socioprofissionais protocoladas 5%
Desconto membros aposentados associações socioprofissionais protocoladas 10%

 

* Não há reembolso dos pagamentos efetuados.
* Não dispensa a verificação dos documentos de Taxas Escolares – Licenciaturas e Mestrados Integrados (PDF) e de Normas Gerais Relativas ao Pagamento das Taxas Escolares na UFP (PDF).