SOBRE O CURSO

Acreditado pela A3ES, em 01-06-2016 (ligação)

O mestrado em Ciências da Educação: Educação Especial tem a duração de dois anos letivos e está organizado em 4 semestres, fazendo uma gestão equilibrada entre saberes e práticas que visam promover a aquisição/ aprofundamento de conhecimentos e o desenvolvimento/ aprimoramento de competências no domínio das Ciências da Educação, mais especificamente na área da educação especial.

O principal objetivo deste ciclo de estudos é o de preparar docentes ou outros profissionais ligados à área da educação para o exercício de funções em agrupamento de escolas ou escolas não agrupadas e em instituições particulares ou públicas de apoio à população em situação de desvantagem, com competências de análise crítica, de intervenção, de consultoria e de formação, supervisão e avaliação na área das ciências da educação em geral e da educação especial em particular.

Este curso tem como principais objetivos formar especialistas com conhecimentos teóricos e práticos, cujas metodologias e técnicas proporcionem bases sólidas para uma intervenção e investigação no campo educativo em função dos alunos com NEE nos diferentes Domínios. Em particular visa proporcionar aos mestrandos:

  • A aquisição de conhecimentos e competências científicas que permitam criar condições facilitadoras do desenvolvimento da criança com incapacidade ou em risco de atraso grave de desenvolvimento, promovendo a sua funcionalidade e participação nos diversos contextos de vida.
  • A capacidade de potenciar a melhoria das interações familiares e o reforço das competências familiares como suporte da sua progressiva capacitação e autonomia, face à problemática da incapacidade.

Estes objetivos concretizam-se em duas vertentes: Profissional e Académica.

DESTINATÁRIOS DA FORMAÇÃO

Podem candidatar-se ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre (2.º ciclo):

  • os titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;
  • os titulares de grau académico superior estrangeiro, conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos, organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
  • os titulares de grau académico superior estrangeiro, que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos;
  • detentores de currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos.

PLANO DE ESTUDOS

2º Ciclo (Mestrado) · 4 semestres · 120 ECTS
Conforme Despacho nº 13131/2010, DR 2ª série n.º 157, de 13 de agosto, alterado com Despacho n.º 12170/2013, DR 2ª série n.º 184, de 24 de setembro

TRONCO COMUM

UNIDADES CURRICULARES ECTS

1- Analisar o desenvolvimento humano como processo de reorganização interna, à luz das novas perspectivas em Psicologia Cognitiva e Social
2- Caracterizar as principais perturbações do desenvolvimento e da aprendizagem, apontando linhas de intervenção
3- Analisar a importância da intervenção educativa na criança deficiente
4- Compreender a complexidade das situações educativas do ponto de vista curricular e sócio cultural e como contextos de desenvolvimento
5- Compreender o fenómeno da diversidade social e cultural e suas implicações nos processos educativos
6- Consciencializar-se de que a educação é um processo relacional complexo, que ultrapassa a relação educador/aluno e não se esgota nos actos formais da educação
7- Conhecer e avaliar criticamente padrões diferenciados de interacção entre indivíduos e grupos em contextos educativos.
8- Compreender o sistema educativo, aos seus diferentes níveis, numa perspectiva organizativo-funcional sistémica.

Módulo I – Educação Especial- Sensibilizar para os princípios orientadores e fundamentais na construção de uma escola inclusiva; Desenvolver conhecimentos sobre a aplicação do DL nº 3/2008, enquadramento legal da Educação Especial; Transmitir modelos teóricos de forma a desenvolver competências de intervenção educativa a adotar para responder às diferenças individuais; Módulo I- Necessidades educativas Especiais- Caracterizar alunos com NEE de carácter prolongado; Abordar as deficiências nos domínios: sensorias (visão, audição); motor, cognitivo; emocional e da personalidade;

RAMO: DOMÍNIO COGNITIVO E MOTOR

UNIDADES CURRICULARES ECTS

Nesta UC pretende-se (O1) introduzir os conceitos básicos da investigação científica, do método científico, da definição e elaboração de questões de investigação, (O2) das metodologias de investigação qualitativa.Pretende-se ainda o (O3) desenvolvimento de competências de elaboração de projectos de investigação, relatórios e artigos comunicando os resultados de investigação, reconhecimento e análise de dados, interpretação e análise critica de artigos no domínio da investigação psicopedagógica e educacional.

Saber utilizar a flexibilização curricular ( e seu enquadramento legal), como estratégia de apoio à conclusão da escolaridade obrigatória.Conhecer as diferentes perspectivas de avaliação pedagógica para as crianças com perturbações nos domínios cognitivo e motor. Proporcionar a aquisição de competências para caracterizar capacidades e perfis de aprendizagem dos alunos com NEE Desenvolver e implementar planos e programas de intervenção tendo em vista a organização de respostas nos vários contextos educativos Conhecer estratégias para apoiar os professores na sala de aula, através de diferenciação pedagógica, com vista à organização e gestão de sala de aula. Compreender a importância de se conhecer a pessoa (o indivíduo) no processo de Transição da escola para a vida adulta. Aprender novas perspetivas de orientação escolar e profissional. Utilizar estratégias inovadoras de integração sócio- profissional: Técnicas de organização pessoal, social e comunitária e instrumentos de suporte.

Desenvolver conhecimentos teórico-práticos relacionados com o tema em estudo de forma a compreender como se processa o desenvolvimento e as perturbações específicas da linguagem oral e as suas implicações na aprendizagem da leitura e da escrita.Promover um conjunto de informações sobre as dificuldades e perturbações especificas da linguagem escrita: disortografia, disgrafia e dislexia, evidenciando a importância do desenvolvimento de planos de intervenção com adequação das estratégias de ensino-aprendizagem.

Pretende-se que o aluno:- adquira conhecimentos sobre comportamento adaptativo, as suas componentes e áreas de influência;- adquira conhecimentos que permitam a aquisição de competências na avaliação do comportamento adaptativo, que para além de residirem no domínio dos conceitos e das técnicas, implicam o rigor e a conduta pessoal inerentes às medições biológicas em indivíduos;- compreenda o conceito biopsiossocial de atividade motora adaptada, nomeadamente na pessoa com deficiência motora;- desenvolva um espírito crítico e aberto à mudança e tenha capacidade de trabalhar em grupo.

RAMO: DOMÍNIO EMOCIONAL E DA PERSONALIDADE

UNIDADES CURRICULARES ECTS

Nesta UC pretende-se (O1) introduzir os conceitos básicos da investigação científica, do método científico, da definição e elaboração de questões de investigação, (O2) das metodologias de investigação qualitativa.Pretende-se ainda o (O3) desenvolvimento de competências de elaboração de projectos de investigação, relatórios e artigos comunicando os resultados de investigação, reconhecimento e análise de dados, interpretação e análise critica de artigos no domínio da investigação psicopedagógica e educacional.

RAMO: DOMÍNIO DA INTERVENÇÃO PRECOCE NA INFÂNCIA

UNIDADES CURRICULARES ECTS

Nesta UC pretende-se (O1) introduzir os conceitos básicos da investigação científica, do método científico, da definição e elaboração de questões de investigação, (O2) das metodologias de investigação qualitativa.Pretende-se ainda o (O3) desenvolvimento de competências de elaboração de projectos de investigação, relatórios e artigos comunicando os resultados de investigação, reconhecimento e análise de dados, interpretação e análise critica de artigos no domínio da investigação psicopedagógica e educacional.

COORDENAÇÃO DO MESTRADO

Fátima Coelho    Luísa Saavedra   Susana Marinho

Envie o formulário para ser contactado pela coordenação do curso:



CandidatoProfissionalOutro


PortugalPaís UEOutro País














INTERCÂMBIO / ESTUDAR NO ESTRANGEIRO

Os alunos da Universidade Fernando Pessoa (UFP) que cumpram os critérios de elegibilidade dispõem da possibilidade de realizar períodos de estudo e/ou de estágio em mobilidade internacional.

Os períodos de estudo em mobilidade internacional de estudantes são realizados em instituições de ensino superior fora de Portugal com as quais a UFP mantém acordos de intercâmbio de estudantes ao abrigo do Programa Erasmus+ (no espaço Europeu), ou de outros acordos bilaterais de intercâmbio existentes.

Informação sobre programas de mobilidade/intercâmbio estão disponíveis através do Gabinete de Relações Internacionais (ligação).

CANDIDATURAS E TAXAS ESCOLARES

REGIME GERAL (*) (**)
CANDIDATURAS: 01 MAI.- 31 JUL. 2018
AFIXAÇÃO DOS RESULTADOS E MATRÍCULAS: NOTIFICADOS POR E-MAIL

RECEÇÃO AOS NOVOS ALUNOS
E INÍCIO DO ANO LETIVO:  17 SET. 2018

(*) Não dispensa a consulta do Cronograma de Ingresso (PDF)
(**) A UFP pode aceitar requerimentos fora do prazo estabelecido, para candidaturas a Doutoramentos, Mestrados e Pós-graduações, sempre que entenda existirem ou poderem ser criadas condições de integração dos candidatos nos cursos em causa.

VER TAXAS