A UFP alia, nos espaços das clínicas pedagógicas, uma dupla vertente de funcionamento. Por um lado, a promoção da saúde e a respetiva prestação de cuidados  e, por outro, a vertente académica e curricular, que permite aos alunos dos cursos da Faculdade de Ciências da Saúde e da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (Psicologia) a prática clínica supervisionada com pacientes em sistema de consentimento informado.

Também no âmbito dos serviços de saúde, o Hospital-Escola da Universidade Fernando Pessoa assume-se como entidade prestadora de cuidados de saúde gerais e especializados, assegurados por profissionais de excelência, maioritariamente formados pela UFP.

A Clínica Pedagógica de Fisioterapia (CPF) ocupa uma extensa área composta por ginásios de fisioterapia e eletroterapia, com acesso direto, tanto à piscina interior como ao tanque terapêutico, e ainda a um ginásio equipado com os mais recentes modelos de máquinas de musculação e acessórios da máxima importância para a fase final de uma reabilitação física. A CPF renova-se a cada ano como sendo um projeto inovador e um dos poucos a nível europeu que conjuga o ensino de âmbito teórico, teórico prático e prático em ambiente clínico, com utentes das mais variadas idades e valências clínicas.

Os estudantes, desde o 2º ano do curso, têm aqui uma oportunidade de integrar uma equipa multidisciplinar, de aprender e praticar conceitos teóricos, teórico-práticos e práticos, de desenvolver competências profissionais, de aprender e praticar os princípios éticos e ainda desenvolver capacidades humanas e pessoais, moldando um carácter específico e próprio daqueles que pretendem e escolhem trabalhar como agentes da saúde.

A CPF é vista pelos estudantes como sendo “uma mais valia” no seu percurso académico, desenvolvendo precocemente um raciocínio clínico no processo da avaliação individual e holística do utente, seguida da elaboração do plano de tratamento e da consequente intervenção terapêutica, dando-lhes ainda oportunidade de integrar um espaço favorável à investigação científica.

Acesso à CPF para Utentes
O utente, com indicação clínica, deve contactar o secretariado da Clínica Pedagógica de Fisioterapia da UFP (
consultas@ufp.edu.pt) e fazer a respetiva marcação.

É realizada uma avaliação inicial, a partir da qual são definidos os objetivos e o plano de tratamento, assim como o número e frequência das sessões de Fisioterapia. O utente será submetido a uma reavaliação sempre que a sua situação clínica o exija.

Consentimento Informado
Todos os utentes que recorram aos serviços de Fisioterapia da CPF da UFP, devem assinar o consentimento informado, manifestando o desejo de participar voluntariamente no processo de ensino/aprendizagem da formação clínica dos alunos de Fisioterapia que ocorre sob a supervisão de Docentes Fisioterapeutas.

Objetivos para os alunos
– Permitir a integração numa equipa multidisciplinar, salientando o papel do relacionamento interpessoal no mundo do trabalho;

– Fornecer contacto com o meio profissional, suas vantagens, limites e dificuldades da futura profissão;
– Desenvolver ética e sentido de responsabilidade profissional;
– Possibilitar um contacto mais aprofundado com utentes das mais diversas valências;
– Permitir autonomia na avaliação de Fisioterapia e desenvolvimento de raciocínio clínico, de forma a estabelecer objetivos e um plano de intervenção devidamente fundamentado. Este será colocado em prática para desenvolver competências a este nível;
– Desenvolver competências de registo das avaliações, de forma a acompanhar a evolução clínica do utente e programar ajustes nos objetivos e plano de tratamento, em função das suas avaliações.

Coordenação da CPF
Ana Vasco

Contactos
Edifício das Clínicas Pedagógicas
Rua Delfim Maia, nº 334  | 4200-253 Porto
Telf. +351 22 507 13 00
E-mail:
consultas@ufp.edu.pt

Horário
Seg. a Sex.: 08h00-20h00

Ensino clínico e a relação com a comunidade

As Clínicas Pedagógicas de Medicina Dentária da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Fernando Pessoa (CPMD FCS-UFP) contemplam o atendimento clínico de pacientes em algumas áreas da Medicina Dentária, que fazem parte do plano curricular do respetivo Mestrado Integrado.

O objetivo principal da atividade destas clínicas é de docência/aprendizagem/formação profissional. Todavia, esta atividade cria uma ligação estreita entre a Universidade e a Comunidade, uma vez que, simultaneamente, é prestado o apoio na área da prevenção tratamento e reabilitação oral, à comunidade.

Este atendimento inicia-se por uma consulta de triagem a todos os pacientes, onde sob a orientação do docente responsável, é elaborada uma história clínica um diagnóstico da situação do paciente, avaliação das suas necessidades e definido um plano de tratamento para cada paciente, sendo depois encaminhado para a área de atendimento que necessita.

Este atendimento visa a realização de tratamentos em áreas específicas: Dentística, Cirurgia Oral, Medicina Oral, Prostodontia, Endodontia, Periodontia, Odontopediatria, Ortodontia e Oclusão. Áreas onde os alunos iniciam e desenvolvem a sua prática Clínica, após a aquisição de conhecimentos nas disciplinas básicas e nas aulas de simulação clínica.

O Ensino Clínico nas CPMD FCS-UFP, tem objetivos perfeitamente definidos:

  • Capacitar o aluno de Medicina Dentária para: estabelecer uma relação positiva Médico Dentista/ paciente, motivar os pacientes para a saúde oral, Integrar e aplicar na sua actividade clínica todos os conhecimentos e habilidades adquiridas na sua formação precedente, estabelecer indicações de alternativas terapêuticas e planos sequenciais de tratamento, estabelecer critérios clínicos de êxito/fracasso, motivar-se para o seu aperfeiçoamento e formação contínua.
  • Proporcionar à sociedade um serviço de Medicina Dentária de responsabilidade Social e promoção da Saúde Pública numa perspectiva de ensino universitário.
  • Obter informações epidemiológicas.
  • Desenvolver estudos experimentais de aplicação de técnicas e materiais.

A formação final do Médico Dentista terá que permitir desempenhar as funções definidas nas normas Europeias:

  • Realizar actividades de prevenção, diagnóstico e tratamento relativas a anomalias e doenças dos dentes, boca maxilares e tecidos anexos
  • Prescrever fármacos, próteses e produtos do âmbito do seu exercício profissional.

No âmbito da responsabilidade social,  as CPMD da UFP estabeleceram alguns protocolos que permitem o atendimento nas suas instalações de utentes que não tem recursos económicos para a manutenção de uma boa saúde oral.

Estes protocolos foram estabelecidos com entidades de solidariedade social, algumas IPSS, Liga Portuguesa Contra o Cancro, Câmara Municipal do Porto e nove  juntas de freguesia da cidade do Porto. A estes utentes são realizados tratamentos de cuidados primários de saúde oral, permitindo desta forma o restabelecimento da função mastigatória e da estética contribuindo de forma direta para a melhoria da condição de saúde sistémica e auto estima. Utentes que dada a sua condição económica e social não teriam acesso a estes cuidados de saúde.

Diretora Clínica CPMD-FCS
Sandra Gavinha

Contactos
Faculdade de Ciências da Saúde
Rua Carlos da Maia, 296
4200-150 Porto – Portugal
Telf. + 351 22 507 46 30
E-mail:
consultas@ufp.edu.pt

A Universidade Fernando Pessoa, apostando num projeto inovador de formação na área da Psicologia disponibiliza uma estrutura de apoio a atividades de formação prática e de investigação aplicada – a Clínica Pedagógica de Psicologia (CPP-UFP).

A CPP-UFP integra um serviço de consulta psicológica aberto à comunidade (crianças, jovens, adultos e idosos), incluindo parcerias e protocolos com instituições (Junta de Freguesia de Paranhos, CPCJ, ISJ, entre outros), com diferentes áreas de atuação (dificuldades emocionais, dificuldades de relacionamento interpessoal, problemas de comportamento, dificuldades de adaptação, entre outras) e modalidades de intervenção (individual, casal, familiar e grupal).

A CPP-UFP em números

Em termos de ensino clínico, a CPP-UFP assegurou, desde 2013:

  • 38 estágios curriculares em psicologia clínica e da saúde
  • 12 estágios profissionais de acesso à Ordem dos Psicólogos Portugueses

No que se refere à prestação de serviços de psicologia à comunidade, a CPP-UFP recebeu, desde 2013:

  • cerca de 700 novos pedidos de consulta
  • 5.617 horas de consulta

Contactos
Faculdade de Ciências da Saúde
Rua Carlos da Maia, 296
4200-150 Porto – Portugal
Telf. + 351 22 507 46 30
E-mail:
consultas@ufp.edu.pt

A Clínica Pedagógica de Terapia da Fala (ClíPTF) da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Fernando Pessoa (FCS-UFP) é um projeto pioneiro e inovador no país que possibilita aos alunos de graduação e pós-graduação a integração de conhecimentos teóricos e teórico-práticos, sistematizados em contexto real de trabalho, em diferentes áreas de atuação do Terapeuta da Fala, supervisionados pelos respetivos docentes universitários.

Engloba os diferentes níveis de prevenção, investigação, docência e formação profissional.

Os objetivos pedagógicos principais são que o aluno:
– Construa e analise protocolos de recolha de dados e avaliação/reavaliação das perturbações da comunicação, linguagem e/ou fala, em crianças e adultos/idosos;
– Domine o processo de análise e classificação das perturbações da comunicação, linguagem e/ou fala, em crianças e adultos/idosos;
– Trace e cumpra, com base em casos reais, planos de intervenção terapêutica.

Sucintamente, sob a orientação do Docente/Terapeuta da Fala responsável é recolhida uma história clínica do paciente, de seguida é realizada a avaliação das suas capacidades e competências e definido um diagnóstico funcional, o que culmina num plano de intervenção individualizado.

A ClíPTF está aberta a toda a comunidade educativa da UFP e à comunidade em geral.

Contactos
Edifício das Clínicas Pedagógicas
Rua Delfim Maia, 334
4200-253 Porto – Portugal
Telf. + 351 22 507 13 84 ou + 351 22 509 63 71
E-mail:
consultas@ufp.edu.pt

A Universidade Fernando Pessoa disponibiliza, no âmbito das atividades do curso de Ciências da Nutrição, Consultas de Aconselhamento Alimentar.

A iniciativa visa a promoção da saúde e do bem-estar junto de toda a comunidade, com a adoção de hábitos e escolhas alimentares mais saudáveis:

  • Orientação e aconselhamento alimentar
  • Controlo de peso
  • Terapêutica nutricional para diferentes patologias
  • Avaliação da composição corporal

A Consulta de Aconselhamento Alimentar (CAA) tem como objetivos institucionais:

  • permitir aos alunos, do 1º ciclo de Ciências da Nutrição da UFP, a observação orientada de casos e de práticas de aconselhamento alimentar em diferentes patologias e condições fisiológicas;
  • permitir a orientação de estágios profissionais, que garantam a integração teórico prática do conhecimento adquirido ao longo da sua formação, bem como o desenvolvimento de competências técnicas e científicas e de capacidades necessárias ao exercício da profissão ou especialidade;
  • incentivar o desenvolvimento de atividades de investigação a partir de atividades clínicas ou comunitárias, contribuindo para uma participação efetiva do aluno ou do nutricionista estagiário em práticas de iniciação científica que permite albergar estágios curriculares e à ordem dos nutricionistas.

Contactos
Edifício das Clínicas Pedagógicas

Rua Delfim Maia, 334
4200-253 Porto – Portugal
Telf. + 351 22 507 13 84 ou + 351 22 509 63 71
E-mail: consultas@ufp.edu.pt 

Horário
Sex.: 9:00 – 13:00

Os anos passados na Universidade são excitantes, mas por vezes também causadores de grande stress. Muitos alunos enfrentam problemas que não são facilmente resolúveis ou, por alguma razão, a sua habitual forma de os resolver não funciona bem. Eles podem ter descoberto que, por exemplo, falar com amigos ou parentes acerca das suas preocupações é impossível ou insatisfatório.

Algumas das mais comuns preocupações dos estudantes incluem sentimentos confusos e perturbantes, baixa auto-confiança, relacionamento com os outros, comportamentos de autorealização, problemas académicos e dilemas de tomada de decisão. O Gabinete de Psicologia pode dar resposta a estas preocupações através do aconselhamento. O aconselhamento personalizado é uma hipótese para falar sobre aquilo que tem em mente e o preocupa com alguém que, de uma forma objectiva, o pode ajudar a aprender maneiras de olhar para as situações de modo a que se torne mais capaz de resolver novos problemas por si só, no futuro.

Eis algumas razões pelas quais os estudantes podem precisar de recorrer ao Gabinete de Psicologia:

  • O Gabinete de Psicologia é um lugar onde pode beneficiar da ajuda de um profissional experiente;
  • O(A) psicólogo(a) oferece uma ajuda objectiva e sem fazer juízos de valor;
  • O(A) psicólogo(a) tenta fazê-lo sentir-se confortável ao falar dos seus problemas – ele(a) compreende-o e ajuda-o na sua ansiedade inicial;
  • O aconselhamento no Gabinete de Psicologia envolve as preocupações e problemas normais de qualquer estudante.

O início do aconselhamento e a sua prossecução é voluntário e todo e qualquer ato de aconselhamento é estritamente confidencial (nenhuma informação é veiculada a ninguém sem o consentimento por escrito do visado).

O Gabinete de Psicologia presta serviços gratuitos de aconselhamento e apoio a alunos e colaboradores da UFP.

Contactos
Edifício das Clínicas Pedagógicas
Rua Delfim Maia, nº334 | 4200-253 Porto
Telf. +351 22 507 13 17
E-mail: consultas@ufp.edu.pt

Horário
Ter. e Qui.: 17:00-20:00 | Qua.: 08:00-11:00

O Hospital-Escola da Universidade Fernando Pessoa (HE) foi desenvolvido a partir de um conceito inovador, como uma unidade multifuncional de cuidados primários, secundários e terciários, prestados numa lógica pedagógica, para a formação e qualificação permanente de profissionais de saúde e pela humanização na relação terapêutica.

O HE impressiona pela modernidade, luminosidade, funcionalidade e qualidade das suas instalações e equipamentos clínicos, de ensino e de investigação. 

VISITE O SITE DO HOSPITAL-ESCOLA UFP