CORPO DOCENTE DE REFERÊNCIA

ACESSO A BOLSAS DE ESTUDO

INSTALAÇÕES DE QUALIDADE

Acreditação plena, por 6 anos,
pela A3ES, em 31-03-2014 (ligação)

Provas de Ingresso (reg. geral)
Filosofia, História, Inglês ou Português
Vagas (reg. geral) 50

A opção por este curso permite, no futuro, exercer profissionalmente Ciências da Comunicação em: Jornalismo; Assessoria de Comunicação; Marketing; Publicidade e Produção e Realização Audiovisual e Multimédia, em Empresas de media, Produtoras, Organismos do Estado, Agências de Comunicação e empresas em geral (departamentos de comunicação, marketing e comerciais).

PORQUÊ ESCOLHER CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO DA UFP?

–––
Proximidade e apoio dos professores ao longo de todo o curso

–––
Corpo docente altamente qualificado e diferenciado, com experiência e reconhecimento nacional e internacional

–––
Aulas práticas que espelham a realidade do mercado de trabalho

–––
Qualidade das instalações. Laboratórios de apoio ao ensino-aprendizagem em contexto real (Televisão, Rádio, Imprensa)

A SUA EQUIPA DE APOIO

O sucesso educativo alcança-se através do trabalho de equipa. Durante o seu processo de candidatura, e sempre que precisar, contará com o apoio e aconselhamento de uma equipa de profissionais.

Professores

Além de academicamente qualificados, os nossos professores são conhecidos por serem muito próximos dos alunos e disponíveis para esclarecer todas as suas dúvidas.

Equipa de Acolhimento

A equipa de acolhimento, constituída por colaboradores da UFP que são maioritariamente antigos alunos da universidade, tem como objetivo facilitar a integração dos novos alunos.

Colaboradores

Presencialmente (durante os horários de atendimento) ou à distância de um clique, os nossos colaboradores são conhecidos pelo seu profissionalismo e pela sua disponibilidade para ajudar.

PLANO DE ESTUDOS

1º Ciclo – Licenciatura* · Duração: 6 Semestres · 180 ECTS
Conforme: Registo R/B-AD-297/2006, DR 2ª série n.º 117, de 20 de junho de 2006 · Despacho n.º 18077/2006, DR 2ª série n.º 171, de 05 de setembro de 2006; alteração: Despacho n.º 12238/2013, DR 2ª série n.º 185, de 25 de setembro

UNIDADES CURRICULARES ECTS

Pretende-se que o aluno domine as técnicas de investigação e de produção com vista à correta execução do trabalho científico; desenvolva competências estruturantes de natureza teórico-prática que lhe permitam conhecer e apreciar criticamente algumas propostas interpretativas de aspetos da história da língua (periodização, relevância de fatores não linguísticos, entre outras); reconheça o valor da projeção da língua portuguesa no mundo.

Nota prévia: a disciplina é lecionada ao nível Intermediate (B1), de acordo com o ‘Common European Framework of Reference’- CEFR.
Competências genéricas: Comunicar, compreender e produzir mensagens em língua inglesa, tanto em contextos sociais, como profissionais; Utilizar a língua inglesa num conjunto de situações reais; Adotar a atitude introspetiva e reflexiva, tendo em conta a realidade social e económica da comunicação e as suas gramáticas específicas.

Promover conhecimento geral sobre a história do jornalismo, o desenvolvimento do pensamento comunicacional, o discurso jornalístico e as técnicas e os géneros da expressão jornalística.

1. Conhecimento e capacidade de compreensão de textos teóricos avançados sobre a mudança de paradigma na comunicação e das aplicações e dos suportes multimédia existentes.
2. Aquisição de competências ao nível da edição de imagem, som e vídeo.
3. Aplicação dos conhecimentos relativos a ferramentas de edição multimédia, através de abordagens profissional ao trabalho e pela realização de projectos multimédia.
4. Capacidade de recolher, selecionar e interpretar informação relevante na área da comunicação multimédia; competência para análise de aspectos sociais científicos e éticos relevantes na área da sociedade do conhecimento e da informação.
5. Competências ao nível da comunicação, capacitando o aluno para exprimir ideias, identificar problemas e propor soluções.
Competências de investigação autónoma capacitantes de auto-aprendizagem e autonomia na busca do conhecimento.

1. Promover o conhecimento da evolução histórica do Marketing, da Publicidade e das Relações Públicas;
2. Compreender a relação das três disciplinas e contextualizá-las no quadro das Ciências da Comunicação;
3. Identificar e usar os principais conceitos de cada área de estudo;
4. Perceber a especificidade do trabalho de cada uma das profissões.
5. No final da Unidade Curricular o aluno deverá:
6. Dominar o referencial conceptual de base de cada área de estudo/ trabalho;
7. Ser capaz de ler criticamente textos de trabalho e textos académicos das três disciplinas;
8. Compreender as diferentes áreas de atuação de um marketeer, de um publicitário e de um relações públicas.

UNIDADES CURRICULARES ECTS

1. Dominar as diferenças entre vários géneros jornalísticos de caráter noticioso, analítico e opinativo.
2. Compreender os mecanismos de organização de conhecimentos para peças analíticas e descritivas.
3. Praticar modos de apresentação de notícias
4. Praticar modos de produção de peças opinativas.

Competências genéricas: Comunicar, compreender e produzir mensagens em língua inglesa, tanto em contextos sociais, como profissionais; Utilizar a língua inglesa num conjunto de situações reais; Adoptar a atitude introspetiva e reflexiva, tendo em conta a realidade social e económica da comunicação e as suas gramáticas específicas.

1. Adquirir a uma visão multifacetada sobre a História europeia e mundial dos séculos XIX-XXI.
2. Constatar a existência de fontes diversificadas sobre o conhecimento histórico deste período.
3. Compreender os principais movimentos políticos, económicos, sociais e culturais de mudança na Europa e no Mundo.
4. Associar processos internacionais do passado aos eventos que marcam as relações internacionais do presente.
5. Adquirir e desenvolver capacidades de relacionação dos principais momentos e fenómenos do século XIX e XXI.

Conhecimento e capacidade de compreensão de textos teóricos sobre Comunicação Digital; compreensão crítica e reflexiva das aplicações e dos suportes disponíveis, bem como sua caracterização; Aplicação de conhecimentos ao nível de uma abordagem profissional às ferramentas de produção multimédia e hipermédia, através da sua aplicação em contextos criativos e comunicacionais, bem como pela utilização de ferramentas para programação em hipermédia; Capacidade para recolher, selecionar e interpretar informação multimédia relevante, organizando-a através da realização de um Projecto de comunicação digital; Comunicar informação, ideias, problemas e soluções a públicos diferenciados, através de projetos hipermédia a distribuir em rede.

UNIDADES CURRICULARES ECTS

1. Dominar as diferenças entre vários géneros jornalísticos;
2. Compreender os mecanismos de planeamento, de investigação e de apresentação de trabalhos jornalísticos em formato de entrevista e de reportagem;
3. Praticar modos de apresentação de entrevistas e de reportagens em várias plataformas mediáticas.

1. Competências genéricas: Identificar e comunicar de forma correta um conjunto de noções fundamentais no domínio científico da escrita publicitária que permitem formular julgamentos e decisões de acordo com uma vocação profissional, tendo em conta domínios do saber; manusear e utilizar um conjunto de discursos no domínio da publicidade e das práticas promocionais, de modo a construir e desenvolver a capacidade de argumentação e análise fundamentadas numa atitude crítica exigente.
2. Competências específicas de tipo instrumental: Conhecimento de textos publicitários, e da concetualização retórica indicados na bibliografia e compreender as linguagens inerentes ao discurso desta área científica e o seu funcionamento nos diferentes suportes.
3. Interpessoais: Levar o estudante a um confronto direto com um corpus de textos publicitários de modo a que possa experimentar a eficácia da comunicação.
4. Sistémicas: Interpretar circunstâncias e fenómenos comunicacionais no âmbito da publicidade.

1. Aplicação de princípios teóricos à identificação crítica, utilização e problematização dos objetos estéticos;
2. Capacitar o estudante para manusear, selecionar e organizar textos e problemas com pertinência estética, bem como a utilizar e potenciar os símbolos e os valores estéticos no âmbito da comunicação mediática;
3. Orientar o estudante, para que ele possa adotar uma a atitude filosófica (na suas componentes reflexiva, especulativa e pragmática) e, desse modo encontrar uma melhor sustentabilidade para desempenhos profissionais nas áreas da comunicação.

1. Promover o conhecimento e a capacidade de refletir sobre os conceitos essenciais do marketing como área da gestão, a sua aplicação a marcas, produtos e serviços.
2. Desenvolver a integração de conhecimentos e a aplicação das ferramentas de trabalho essenciais para a participação ativa num projeto de marketing e comunicação. Estas ferramentas contemplam as vertentes do produto, do preço, da distribuição, da comunicação, da concorrência e do consumidor.
3. No final da u
nidade curricular o aluno deverá: a) ter competências para analisar o consumidor de uma marca, produto ou serviço, nas suas vertentes individuais e sociais; b) ter competências para participar numa equipa de Marketing que desenvolva projetos de gestão e comunicação de marcas, produtos e serviços.

UNIDADES CURRICULARES ECTS

1. Compreender e contextualizar a noção de ‘editorial’.
2. Compreender e contextualizar a noção de ‘artigo de opinião.
3. Distinguir de forma clara ‘editorial’ de ‘artigo de opinião’.
4. 
Quanto aos resultados da aprendizagem, é suposto os alunos: a) em sentido estrito, identificarem, no contexto jornalístico, as características de um editorial e de um artigo de opinião; b) em sentido geral, revelarem um nível elevado de maturidade intelectual, capaz de reforçar a personalidade cívica e as futuras aptidões profissionais.

1. Os alunos deverão conhecer, saber definir e caracterizar o discurso publicitário. 2. Deverão ser igualmente capazes de concetualizar, organizar e concretizar diferentes tipos de estratégias discursivas nesta modalidade discursiva da comunicação.

1. Esta unidade curricular tem como principal objetivo sensibilizar o aluno para as problemáticas do design gráfico, na comunicação contemporânea. Neste sentido, será efetuada uma abordagem às principais questões relacionadas com o design gráfico e a comunicação na web.
2. Conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver: a) desenvolver a capacidade de “ver” e comunicar, através da imagem, desenvolvendo no aluno um sentido crítico e autocrítico da comunicação visual; b ) conhecer os elementos e princípios básicos do design gráfico; c) conhecer os mecanismos de produção de comunicação online.

– Entender as funções da atividade de Relações Públicas e Assessoria da Comunicação.
– Apreender a logística da comunicação.
Obter competência para operar instrumentos e técnicas de Relações Públicas.
– Obter capacidade de produção de materiais e eventos comunicacionais.
– Desenvolver competências para gerir a relação com os órgãos de comunicação social

UNIDADES CURRICULARES ECTS

1. Integrar conceitos, teorias e conhecimentos na área da economia política e da política económica, com particular ênfase para a crise da zona euro.
2. Desenvolver competências de interação que permitam aos alunos participar em sala de aula nos debates sobre fenómenos político-económicos contemporâneos.
3. Selecionar métodos de gestão de informação capazes de orientar os alunos em leituras selecionadas sobre a crise da zona euro.
4. Aperfeiçoar competências de comunicação oral e escrita.
5. Desenvolver competências de análise crítica e síntese sobre a crise da zona euro.

1. Saber aplicar os conhecimentos e a capacidade de compreensão adquiridas, de forma a evidenciar uma abordagem profissional ao trabalho desenvolvido na área do curso.
2. Comprovar capacidade de resolução de problemas ético-deontológicos no âmbito profissional e cívico e de constituir e fundamentar uma argumentação própria.
3. Mostrar capacidade de recolher, selecionar e interpretar informação relevante, particularmente na área profissional, de modo a estar habilitado a fundamentar as soluções que sejam preconizadas e os juízos emitidos, sobretudo na análise dos aspetos éticos relevantes.
4. Desenvolver competências que permitam uma aprendizagem ao longo da vida, com elevado grau de autonomia.
5. Dar passos para desenvolver um raciocínio crítico e autónomo acerca dos temas mais candentes da ética na área da comunicação.
6. Compreender a realidade jurídica.
7. Apreender alguns conceitos jurídicos.

1. Conhecimento e capacidade de compreensão de textos teóricos de semiótica, problematizando o sentido do lexema semiótica, fazendo uma reflexão histórica e teórica sobre o campo de conhecimento em questão e a partir da compreensão das linhas gerais da evolução dos estudos semióticos.
2. Aplicação de conhecimentos teóricos através da sua articulação com técnicas de análise do discurso, compreendendo a interacção de códigos semióticos em textos diferenciados.
3. Constituição e fundamentação de argumentação autónoma, através da investigação dirigida sobre perspectivas dos estudos semióticos.
4. Capacidade de recolher, seleccionar e interpretar informação relevante sobre práticas e discursos semióticos, vertendo essa recolha em leituras analíticas, a partir de textos concretos.
5. Comunicar informação, ideias, problemas e soluções ao nível da produção de texto crítico ou de análise teórica.

Facultar ao aluno uma aprendizagem prática, na qual possa aplicar os conhecimentos adquiridos ao longo dos dois anos anteriores, no desenvolvimento de projectos de comunicação. Colocado num ambiente semelhante ao de uma agência de publicidade a operar no Mercado, o aluno é incentivado a produzir trabalho nas várias etapas de uma campanha de comunicação, tendo por base um briefing.

UNIDADES CURRICULARES ECTS

1. Aplicação de princípios teóricos à identificação crítica da cultura e do seu significado civilizacional.
2. Capacitar o estudante para manusear, selecionar e organizar textos e problemas de natureza cultural e científica.
3. Capacitar o estudante com vocabulário e meios intelectuais que lhe permitam produzir um discurso cultural fundamentado, coerente e atento à atualidade.
Em síntese, trata-se de orientar o estudante para que ele possa adoptar uma a atitude reflexiva e esclarecida perante instituições, textos e realidades pertinentes no âmbito da Cultura e da Ciência. Desta forma procura-se que estudante domine dimensões da Cultura e da Ciência veiculadas pelos media com o objetivo de valorizar desempenhos profissionais nas áreas da comunicação.

1. Integrar conceitos, teorias e conhecimentos na área de integração europeia.
2. Desenvolver competências de interação que permitam aos alunos participar em sala de aula nos debates sobre fenómenos políticos contemporâneos e a participação portuguesa no processo europeu.
3. Selecionar métodos de gestão de informação capazes de orientar os alunos em leituras selecionadas sobre os assuntos europeus.
4. Aperfeiçoar competências de comunicação oral e escrita.
5. Desenvolver competências de análise crítica e síntese sobre os fenómenos políticos contemporâneos e o processo de integração europeia.

O aluno deve compreender o papel das tecnologias digitais nas sociedades contemporâneas e ser capaz de dominar as ferramentas essenciais dos Novos Média na gestão de informação de diferentes tipologias (Publicidade, Marketing, Jornalismo).

Dotar o aluno de conhecimentos e competências técnicas elementares para a inserção no mercado de trabalho jornalístico.

* A conclusão, com aproveitamento, de todas as unidades curriculares que integram o plano de estudos do 1º ciclo (180 ECTS) confere o grau de licenciado.

COORDENAÇÃO DO CURSO

Profª. Doutora Sandra Tuna

Prof. Doutor Eduardo Paz Barroso

Envie o formulário para ser contactado pela coordenação do curso



CandidatoProfissionalOutro


PortugalPaís UEOutro País














INTERCÂMBIO / ESTUDAR NO ESTRANGEIRO

Os alunos da Universidade Fernando Pessoa (UFP) que cumpram os critérios de elegibilidade dispõem da possibilidade de realizar períodos de estudo e/ou de estágio em mobilidade internacional.

Os períodos de estudo em mobilidade internacional de estudantes são realizados em instituições de ensino superior fora de Portugal, com as quais a UFP mantém acordos de intercâmbio de estudantes, ao abrigo do Programa Erasmus+ (no espaço Europeu) ou de outros acordos bilaterais de intercâmbio existentes.

Informação sobre programas de mobilidade/intercâmbio estão disponíveis através do Gabinete de Relações Internacionais (ligação).

CANDIDATURAS E TAXAS ESCOLARES

1.ª FASE* (REGIME GERAL E UNIÃO EUROPEIA)
CANDIDATURAS: 01 MAI – 14 AGO 2018
AFIXAÇÃO DOS RESULTADOS: 17 AGO 2018
MATRÍCULAS: 20 AGO – 07 SET 2018

2.ª FASE* (REGIME GERAL E UNIÃO EUROPEIA – VAGAS EVENTUALMENTE SOBRANTES**)
CANDIDATURAS: 11 – 18 SET 2018
AFIXAÇÃO DOS RESULTADOS: 20 SET 2018
MATRÍCULAS: 20 SET – 26 SET 2018

RECEÇÃO AOS NOVOS ALUNOS E INÍCIO DO ANO LETIVO:  17 SET. 2018

* Não dispensa a consulta do Cronograma de Ingresso (PDF)
** O Mestrado Integrado em Medicina Dentária não dispõe de vagas para candidaturas de 2ª fase 2018/19

VER TAXAS

VISITE O CAMPUS UNIVERSITÁRIO

Venha conhecer a Universidade Fernando Pessoa. Visite as bibliotecas, laboratórios e espaços do campus UFP.
Desfrute dos espaços verdes e tire uma foto ao pé da estátua do nosso Patrono, Fernando Pessoa.



CandidatoProfissionalOutro


PortugalPaís UEOutro País








  • ANTIGOS ALUNOS

    José Pinto, Antigo Aluno de Marketing e administrador da empresa Procalçado, é um dos principais responsáveis pelo grande sucesso da marca Lemon Jelly.

     

    (PINTEREST- LEMON JELLY SHOES)

  • ANTIGOS ALUNOS

    João Coutinho, Antigo Aluno de Publicidade e atual diretor criativo executivo da Young & Rubicam para a América do Norte, concebeu uma das 10 melhores campanhas de 2015, de acordo com a Adweek.

     

    (STATES UNITED TO PREVENT GUN VIOLENCE)