Acreditado pela A3ES,
em 01-08-2014 (ligação)

Provas de Ingresso (reg. geral)
Economia, Geografia ou Português
Vagas (reg. geral) 40

O curso de Ciências Empresariais habilita os futuros profissionais para exercerem atividade em gestão, estratégia empresarial, marketing e comunicação empresarial, inovação, internacionalização, recursos humanos, controlo de gestão, contabilidade e relato financeiro, gestão financeira e gestão de stocks (do setor privado e público).

PORQUÊ ESCOLHER CIÊNCIAS EMPRESARIAIS DA UFP?

–––
Proximidade e apoio dos professores ao longo de todo o curso

–––
Corpo docente altamente qualificado e diferenciado, com experiência e reconhecimento nacional e internacional

–––
Programas das unidades curriculares com conteúdos científicos e técnicos atualizados permitem aos alunos uma aprendizagem em contexto real e uma adaptação gradual à futura vida profissional

–––
Qualidade das instalações

A SUA EQUIPA DE APOIO

O sucesso educativo alcança-se através do trabalho de equipa. Durante o seu processo de candidatura, e sempre que precisar, contará com o apoio e aconselhamento de uma equipa de profissionais.

Professores

Além de academicamente qualificados, os nossos professores são conhecidos por serem muito próximos dos alunos e disponíveis para esclarecer todas as suas dúvidas.

Equipa de Acolhimento

A equipa de acolhimento, constituída por colaboradores da UFP que são maioritariamente antigos alunos da universidade, tem como objetivo facilitar a integração dos novos alunos.

Colaboradores

Presencialmente (durante os horários de atendimento) ou à distância de um clique, os nossos colaboradores são conhecidos pelo seu profissionalismo e pela sua disponibilidade para ajudar.

PLANO DE ESTUDOS

1º Ciclo Licenciatura* · Duração: 8 Semestres · 240 ECTS
Conforme: Registo R/B-AD-298/2006, DR 2ª série n.º 117, de 20 de Junho de 2006 · Despacho n.º 18213/2006, DR 2ª série n.º 172, de 06 de Setembro de 2006 · Despacho n.º 148/2012, DR 2ª série n.º 5, de 06 de Janeiro de 2012 · Despacho n.º 3401/2014 de 3 de março · Despacho nº 14072/2015, de 30 de novembro

UNIDADES CURRICULARES ECTS

Objetivos:
a) entender os princípios microeconómicos subjacentes ao comportamento dos consumidores e das empresas e a interação dos agentes em estruturas diferenciadas;
b) entender o mecanismo de preços como regulador dos mercados;
c) conhecer as teorias do consumidor, dos custos e da produção;
d) distinguir a análise microeconómica em diferentes estruturas de mercado.

Competências:
a) aquisição de conhecimentos específicos em microeconomia;
b) resolução de problemas;
c) aplicação de conhecimentos em contextos diferentes;
d) adaptação a novas situações;
e) trabalho autónomo.

Os objetivos fundamentais desta unidade curricular, implícitos nos temas a abordar, são a obtenção de um enquadramento conceptual adequado à Contabilidade, a compreensão do processo de normalização contabilística e a prática contabilística desde a abertura da Escrita até à Prestação de Contas. No final, o aluno deverá ser capaz de efetuar registos contabilísticos que envolvam contas das diferentes classes do Sistema de Normalização Contabilística, bem como elaborar as principais demonstrações financeiras.

A presente unidade curricular deverá possibilitar ao aluno a compreensão e a aplicação dos algoritmos algébricos. Estes deverão promover a completa compreensão de outras unidades curriculares, bem como possibilitar a identificação e aplicação de ferramentas de apoio à Economia e Gestão.

Neste contexto, os alunos deverão adquirir:
a) capacidade de análise e síntese;
b) capacidade e autonomia para resolver problemas;
c) capacidade de aplicar o conhecimento;
d) capacidade de recolher, selecionar e interpretar informação relevante que sustente juízos e soluções preconizadas.

1. Desenvolvimento da competência linguística e comunicativa dos alunos com o objetivo de assegurar uma comunicação eficaz numa pluralidade de situações sócio-profissionais;
2. Consolidação de estruturas gramaticais e padrões previamente adquiridos;
3. Identificação, crítica, comentário e produção de vários tipos de texto, através do desenvolvimento das capacidades de ouvir, compreender, analisar, discutir e resolver problemas em inglês.

Através da presente disciplina pretende-se que os discentes assimilem as noções básicas e introdutórias do que é e porque existe o Direito, quais são as suas grandes linhas estruturais, como nascem e se revelam as normas jurídicas, como se agrupam e codificam essas normas, como se devem interpretar, integrar e aplicar, no tempo e no espaço.

Pretende-se, ainda, que o aluno venha a conhecer os princípios gerais das relações civis, já que as mesmas fazem parte do quotidiano do indivíduo e são, por isso, necessárias a qualquer profissional da área das Ciências Empresariais.

A disciplina de Cálculo Financeiro, como suporte Matemático na área financeira, pretende munir os alunos dos instrumentos necessários para uma correta análise das diferentes formas de financiamento e de aplicação financeira.

UNIDADES CURRICULARES ECTS

Objetivos:
1. Compreender os problemas e objetivos da análise macroeconómica;
2. Compreender a mensuração conducente às principais grandezas macroeconómicas;
3. Conhecer a fundamentação e entendimento clássico e keynesiano da macroeconomia no âmbito dos mercados de bens e serviço, de capital e do trabalho;
4. Desenvolver competências que permitam estabelecer uma análise crítica fundamentada de informação estatística e interpretação de orientações de políticas económica.

Competências a desenvolver:
a) análise e síntese;
b) aquisição de conhecimentos específicos em macroeconomia;
c) resolução de problemas;
d) aplicação de conhecimentos em contextos diferentes;
e) trabalho autónomo.

Os objectivos fundamentais desta unidade curricular, implícitos nos temas a abordar, são a obtenção de uma adequada formação que permita a compreensão das áreas temáticas da Contabilidade Financeira e a perceção da importância da informação contabilística no processo de decisão.

No final o aluno deverá ser capaz de contabilizar factos que envolvam todas as classes do Sistema de Normalização Contabilístico, bem como dominar os conceitos, os critérios de reconhecimento e mensuração, o âmbito e as informações a divulgar no anexo para cada caso.

1. Capacidade de calcular estatísticas e distingui-las de parâmetros;
2. Capacidade de caracterizar devidamente conjunto de dados (amostrais ou populacionais) e fazer a sua correta interpretação;
3. Capacidade de identificar e utilizar modelos específicos de distribuições de probabilidade;
4.Capacidade de utilizar ferramentas de inferência estatística: intervalos de confiança;
5. Testar hipóteses aos parâmetros do modelo de regressão linear.

Os alunos deverão dominar metodologias de pesquisa para o desenvolvimento de trabalhos científicos e desenvolver competências para a utilização da língua de especialidade do curso.

Objectivos da unidade curricular: a disciplina pretende dotar os alunos do conhecimento instrumental, teórico e prático, indispensável à sua sadia integração futura em unidades empresariais societárias, preparando-os para aí se moverem com total à-vontade jurídico nos domínios das normas que regem a actividade individual e societária comercial.

Competências a atingir: estar aptos a compreender a filosofia subjacente ao ordenamento jurídico comercial no plano da sua dimensão conceptual das actuais escolhas reguladoras, mas também daquelas que poderão vir a enformar o ordenamento jurídico comercial no futuro.

UNIDADES CURRICULARES ECTS

O objetivo fundamental desta unidade curricular consiste na obtenção de conhecimentos relativos a conceitos, principais instrumentos e técnicas de análise financeira. Estes permitirão a elaboração do diagnóstico da situação económico-financeira de uma empresa, nomeadamente no que respeita ao seu equilíbrio financeiro e à sua rentabilidade. Neste contexto, espera-se que o aluno venha a ser capaz de elaborar o diagnóstico sobre a situação económico-financeira de uma empresa.

O mecanismo da decisão estratégica.
Introdução ao estudo da Contabilidade de Custos. O custo nas empresas. O ponto crítico das vendas. A imputação de custos: Coeficientes de imputação e bases de imputação. A técnica de imputação. As contas na Contabilidade de Custos. Normalização contabilística, Os planos de contabilidade na Contabilidade de Custos, Método monista e dualista, movimentação das contas, critérios de avaliação das mercadorias nos balanços. Custos de produção: O custo industrial, sistemas de custeio, regimes de fabrico, Apuramento do custo de produção.

A unidade curricular tem como objetivo dotar os alunos de conhecimentos e técnicas que possibilitem participar, de uma forma ativa e eficiente, na gestão dos stocks das empresas. Após a conclusão da disciplina, os alunos serão capazes de identificar e utilizar as fontes de informação para a gestão de stocks e de aplicar os diferentes métodos de gestão de stock no contexto apropriado.

A presente Unidade Curricular visa introduzir ao alunos os conceitos e técnicas nucleares da gestão organizacional, dotando-os de:
1. Conhecimento das escolas e modelos nucleares de gestão;
2. Capacidade de compreensão sobre os contextos e dinâmicas organizacionais;
3. Capacidade crítica para o entendimento e participação nos processos de gestão;
4. Conhecimento e compreensão das áreas e funções da gestão organizacional;
5. Capacidade de planeamento e operacionalização de instrumentos de gestão.

UNIDADES CURRICULARES ECTS

Objetivos:
Entender e aplicar práticas e métodos de gestão financeira, nomeadamente aquelas relacionadas com planeamento financeiro, financiamento de empresas e política de dividendos.

Competências:
a) reconhecer a importância do planeamento financeiro e elaborar as demonstrações financeiras previsionais;
b) caracterizar as diferentes fontes de financiamento (capitais próprios e alheios) e aplicar conceitos de cálculo financeiro para seleção da fonte de financiamento mais adequada;
c) caracterizar os tipos de política de distribuição de dividendos e compreender as suas implicações.

Empresas industriais: Formas de fabrico, Produção conjunta. Centros de custo e custos diferenciados. Custos Básicos, Orçamentados e Padrão: Sistemas de utilização dos custos básicos, Sistemas de utilização dos custos padrão, Apuramento do custo industrial, Os desvios e sua interpretação. Custo baseado em actividades: Modelo conceptual, Estratégia de implementação do ABC. A contabilidade de gestão: introdução ao controlo orçamental, O orçamento e os desvios orçamentais.

Objetivos:
1. Compreender a evolução e desempenho da economia portuguesa em articulação com a política europeia;
2. Conhecer a evolução recente de agregados macroeconómicos relevantes no âmbito da integração da economia portuguesa na zona euro;
3. Reconhecer os desafios para Portugal da integração europeia. 

Competências a desenvolver:
a) análise e síntese;
b) aquisição de conhecimentos específicos;
c) gestão de informação;
d) aplicação de conhecimentos;
e) trabalho autónomo.

1. Atualizar e aprofundar os conhecimentos sobre os principais paradigmas epistemológicos e científicos que influenciam atualmente a investigação na área do Marketing e da Comunicação Estratégica;
2. Proporcionar uma reflexão ampla sobre o papel do Marketing e na Comunicação nas organizações e avaliar o seu impacto atual nas sociedades ditas de conhecimento e da informação;
3. Desenvolver os conhecimentos e as competências dos estudantes relativamente aos recursos e às ferramentas de pesquisa, de recuperação e de partilha e comunicação de informação científica.

Objetivos da unidade curricular: pretende-se ministrar aos alunos uma formação básica no domínio do Direito Fiscal através do conhecimento dos esquemas conceptuais e dogmáticos, sua evolução e estado atual deste ramo do Direito, bem como dos principais impostos do sistema fiscal português.

Competências a atingir: estar aptos a compreender a filosofia subjacente ao ordenamento jurídico fiscal no plano da sua dimensão concetual das atuais escolhas reguladoras, mas também daquelas que poderão vir a enformar o ordenamento jurídico tributário no futuro.

UNIDADES CURRICULARES ECTS

Objetivos:
1. Compreender a evolução e funcionamento dos mercados financeiros;
2. Reconhecer a sua relevância e articulação com os sistemas económicos e política económica;
3. Conhecer os principais instrumentos financeiros e sua utilização no âmbito da gestão do risco financeiro.

Competências:
a) aquisição de conhecimentos económicos específicos;
b) análise e síntese;
c) gestão de informação;
d) formulação de problemas;
e) comunicação interdisciplinar;
f) aplicação de conhecimentos;
g) trabalho autónomo.

Pretende-se que os alunos adquiram competências na tomada de decisão nas empresas ao nível da organização, planeamento, implementação e controlo.

1. Introduzir os conceitos de base essenciais relativos à análise de Investimentos;
2. Dar a conhecer as etapas da elaboração de um projeto de investimento e a utilidade da realização de estudos prévios na formulação de projetos de investimento, assim como saber utilizar algumas ferramentas de previsão para fazer face à incerteza dos fluxos financeiros;
3. Expor os critérios usualmente utilizados na avaliação financeira de projetos de investimento baseados nos Cash Flow e aprender a utilizá-los corretamente recorrendo a pequenos exemplos de aplicação;
4. Aprender a escolher entre PI’s de diferente dimensão e duração;
5. Avaliar o impacto da Inflação na análise de Investimentos;
6. Fornecer as ferramentas para uma cuidada avaliação de projetos de investimento em contexto de incerteza e risco;
7.Avaliar o impacto da Inflação na análise de Investimentos;
8. Fornecer as ferramentas para uma cuidada avaliação de projetos de investimento em contexto de incerteza e risco.

Pretende-se que os alunos, no final da unidade curricular, desenvolvam competências que lhes permitam, no plano concetual, compreender conceitos e utilizar linguagem relacionados quer com a gestão de operações, quer com a logística e gestão da cadeia de abastecimento. No plano das práticas, pretende-se que os alunos sejam capazes de utilizar métodos e técnicas de análise que lhes permitam operacionalizar esses conceitos de forma adequada.

Os conteúdos programático desta unidade curricular, bem como os métodos de ensino-aprendizagem têm como objetivo permitir que os alunos adquiram as seguintes competências:
1. Integrar conceitos, teorias, métodos e técnicas no domínio da gestão de Pessoas;
2. Identificar características relevantes de indivíduos e de grupos através da administração de questionários, da realização de entrevistas e da observação;
3. Aperfeiçoar competências de comunicação oral e escrita;
4. Desenvolver uma atitude crítica, bem como adotar valores éticos e deontológicos.

Objetivos da unidade curricular: Pretende-se ministrar aos alunos uma formação especializada no domínio da Fiscalidade Empresarial através do conhecimento das noções fundamentais do planeamento fiscal, dos benefícios fiscais, dos procedimentos e processo tributário, do regime das infracções tributárias, bem como do procedimento de inspecção.

Competências a atingir: estar aptos a compreender o funcionamento do ordenamento jurídico fiscal no plano da sua dimensão operativa, com repercussões directas na vida das empresas.

UNIDADES CURRICULARES ECTS

Partindo da definição e enquadramento da Gestão Orçamental no ciclo de planificação, são apresentadas as principais técnicas de elaboração e articulação dos diferentes orçamentos, bem como das demonstrações financeiras previsionais deles emergentes. É ainda enfatizada a importância da análise dos desvios, dentro dos princípios do controlo de gestão.

No final, o aluno deverá ser capaz de elaborar o orçamento de uma empresa, as respetivas demonstrações financeiras previsionais, e calcular e analisar os desvios, propondo medidas corretivas.

O objetivo fundamental da unidade curricular consiste na obtenção de conhecimentos relativos aos elementos integrantes do relato financeiro e da prestação de contas das empresas, bem como da sua importância no processo de tomada de decisões por parte dos destinatários. Neste contexto, espera-se que o aluno venha a ser capaz de elaborar o Relatório e Contas de uma empresa, bem como preparar toda a informação exigida pela Autoridade Tributária e Aduaneira.

Objectivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes) :
1. Saber definir ética, moral e deontologia;
2. Desenvolver um raciocínio moral autónomo e responsável;
3. Saber identificar os diversos tipos de responsabilidades éticas atinentes às organizações;
4. Saber identificar os principais aspetos éticos envolvidos na cultura organizacional;
5. Comprovar capacidade de resolução de problemas ético-deontológicos no âmbito profissional e cívico, e de constituir e fundamentar uma argumentação própria;
6. Mostrar capacidade de recolher, selecionar e interpretar informação relevante, particularmente na área profissional, de modo a estar habilitado a fundamentar as soluções que sejam preconizadas e os juízos emitidos, sobretudo na análise dos aspectos éticos relevantes;
7. Desenvolver competências para uma aprendizagem ao longo da vida, com elevado grau de autonomia.

* A conclusão, com aproveitamento, de todas as unidades curriculares que integram o plano de estudos do 1º ciclo (180 ECTS) confere o grau de licenciado.

COORDENAÇÃO DO CURSO

Prof. Doutor António Cardoso

Envie o formulário para ser contactado pela coordenação do curso



CandidatoProfissionalOutro


PortugalPaís UEOutro País














INTERCÂMBIO / ESTUDAR NO ESTRANGEIRO

Os alunos da Universidade Fernando Pessoa (UFP) que cumpram os critérios de elegibilidade dispõem da possibilidade de realizar períodos de estudo e/ou de estágio em mobilidade internacional.

Os períodos de estudo em mobilidade internacional de estudantes são realizados em instituições de ensino superior fora de Portugal, com as quais a UFP mantém acordos de intercâmbio de estudantes, ao abrigo do Programa Erasmus+ (no espaço Europeu) ou de outros acordos bilaterais de intercâmbio existentes.

Informação sobre programas de mobilidade/intercâmbio estão disponíveis através do Gabinete de Relações Internacionais (ligação).

CANDIDATURAS E TAXAS ESCOLARES

1.ª FASE* (REGIME GERAL E UNIÃO EUROPEIA)
CANDIDATURAS: 01 MAI – 14 AGO 2018
AFIXAÇÃO DOS RESULTADOS: 17 AGO 2018
MATRÍCULAS: 20 AGO – 07 SET 2018

2.ª FASE* (REGIME GERAL E UNIÃO EUROPEIA – VAGAS EVENTUALMENTE SOBRANTES)
CANDIDATURAS: 11 – 18 SET 2018
AFIXAÇÃO DOS RESULTADOS: 20 SET 2018
MATRÍCULAS: 20 SET – 26 SET 2018

RECEÇÃO AOS NOVOS ALUNOS E INÍCIO DO ANO LETIVO:  17 SET. 2018

* Não dispensa a consulta do Cronograma de Ingresso (PDF)

VER TAXAS

VISITE O CAMPUS UNIVERSITÁRIO

Venha conhecer a Universidade Fernando Pessoa. Visite as bibliotecas, laboratórios e espaços do campus UFP.
Desfrute dos espaços verdes e tire uma foto ao pé da estátua do nosso Patrono, Fernando Pessoa.



CandidatoProfissionalOutro


PortugalPaís UEOutro País








  • ANTIGOS ALUNOS

    O Antigo Aluno Nuno Ribeiro Pires, Administrador do grupo Ferpinta, tem sido um dos principais responsáveis pela sua longevidade e sucesso.

     

    (WWW.PBS.TWIMG.COM)