SOBRE O CURSO

Acreditação plena, por 6 anos, pela A3ES, em 22-06-2012 (ligação)

O 3º Ciclo de Estudos em Ecologia e Saúde Ambiental encontra-se organizado em 6 semestres, fazendo uma gestão equilibrada entre a preparação metodológica dos alunos para a investigação, que têm de levar a cabo, e a efetiva elaboração da sua tese sob a supervisão do orientador.

Os dois semestres iniciais (30 ECTS + 30 ECTS), compreendem uma parte escolar durante a qual os alunos estudarão matérias relacionadas com os métodos de análise científica, qualitativa e quantitativa; com o desenho do projeto de dissertação; com a escrita argumentativa e expositiva adequada a uma tese doutoral, bem como matérias relevantes na área Ecologia e Saúde Ambiental.

Terminada esta parte escolar, os quatro semestres seguintes são dedicados à elaboração orientada da tese, durante a qual o contacto do orientando com o seu orientador ocorrerá com a frequência e a intensidade necessárias à boa consecução do trabalho científico previamente estabelecido.

PLANO DE ESTUDOS

3º Ciclo (Doutoramento) / 3 anos (1 ano: plano curricular; 2 anos: elaboração de tese) / 180 ECTS
Conforme Despacho n.º 2070/2015, DR 2ª série n.º 40, de 26 de fevereiro

UNIDADES CURRICULARES ECTS

Durante as últimas décadas a integridade dos ecossistemas naturais tem sido adversamente afetada, nomeadamente nos países em desenvolvimento, afetando a saúde pública e exigindo medidas urgentes para alcançar a sustentabilidade ambiental. A magnitude desses impactos está relacionada com a revolução tecnológica, o aumento da população e com o aumento do consumo per capita. Esta disciplina analisa e discute aspectos multidisciplinares dos impactos que os seres humanos têm sobre o meio ambiente e vice-versa, cobrindo áreas como a poluição ambiental e contaminação, os efeitos das mudanças globais.

O objectivo do ensino da Epidemiologia é dar a entender ao aluno porque é que as doenças ocorrem, e quando surgem porque o fazem sob formas tão variadas. Adquirir conhecimentos relativamente aos principais problemas de natureza ambiental e aos seus efeitos na saúde.O aluno deverá ser capaz de: conhecer e compreender os termos, os princípios e os métodos gerais da epidemiologia; compreender a epidemiologia de algumas entidades específicas das ciências do ambiente; tabular dados, calcular medidas de frequência e dominar alguns aspectos da recolha, análise e interpretação de dados de investigação.

Objetivos: fornecer os conhecimentos básicos dos métodos estatísticos e planeamento experimental mais frequentemente utilizados nos processos de investigação. Possibilitar o domínio de conhecimentos estatísticos na abordagem de diversos problemas fundamentais encontrados na interpretação de comparações e estimação. Competências:- Caracterizar conjuntos de dados (amostrais ou populacionais) e fazer a sua correta interpretação (ser crítico);- Utilizar ferramentas de inferência estatística: intervalos de confiança e testes de hipóteses; Conhecer e compreender os termos, os princípios e os métodos gerais;- Realizar tarefas, de forma autónoma, como tabular dados, calcular medidas de frequência e dominar alguns aspetos da recolha, análise e interpretação de dados de investigação;- Avaliar a informação contida num artigo científico e ser capaz de comunicar os resultados de uma investigação.

Nesta Unidade Curricular (UC) procura-se orientar o aluno no caminho para o desenvolvimento da sua tese de doutoramento.

Pretende-se nesta unidade curricular que os alunos consolidem as competências que têm vindo a ser desenvolvidas durante o curso ao nível dos aspetos metodológicos de trabalho científico e de pesquisa.

Dotar os alunos de conhecimentos sobre o impacto ambiental e efeitos na saúde humana das principais classes de poluentes. O aluno deve ser capaz de integrar na sua actividade profissional e/ou investigação nesta área o conhecimento adquirido nesta unidade curricular.

UNIDADES CURRICULARES ECTS

Pretende-se nesta unidade curricular que os alunos consolidem as competências que têm vindo a ser desenvolvidas durante o curso ao nível dos aspetos metodológicos de trabalho científico e de pesquisa.

Nesta Unidade Curricular (UC) procura-se orientar o aluno para que este desenvolva todas as capacidades necessárias para a elaboração efetiva da sua tese de doutoramento. Nesse sentido abordam-se conteúdos respeitantes às metodologias de investigação que visam dotar o aluno de ferramentas específicas, necessárias para a realização da dissertação.O aluno deverá dominar a metodologia de base para a elaboração de uma tese, realizando no âmbito da disciplina um projeto de dissertação, que respeite as regras editoriais previstas na Universidade Fernando Pessoa.

 

LINHAS DE INVESTIGAÇÃO E ORIENTADORES

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

Orientadores: Alzira Dinis e Nelson Barros
Língua veicular: Português, English

Orientadores: Isabel Abreu e Maria João Guerreiro
Língua veicular: Português, English

Orientadores: Alzira Dinis, Álvaro Monteiro e Nelson Barros
Língua veicular: Português, English

QUALIDADE DO AR

Orientador: Nelson Barros
Língua veicular: Português, English

Orientador: Nelson Barros
Língua veicular: Português, English, Español

Orientadores: Ana Fonseca e Nelson Barros
Língua veicular: Português, English

Orientador: Nelson Barros
Língua veicular: Português, English

RECURSOS HÍDRICOS

Orientadores: Alberto Correia, Álvaro Monteiro, Maria João Guerreiro e Teresa Jesus
Língua veicular: Português, English

Orientadores: Isabel Abreu, Maria João Guerreiro e Teresa de Jesus
Língua veicular: Português, English

Orientador: Isabel Abreu, Maria João Guerreiro e Teresa de Jesus
Língua veicular: Português, English

Orientadores: Alberto Correia , Álvaro Monteiro , Isabel Abreu e Teresa de Jesus
Língua veicular: Português, English, Español

Orientador: Maria João Guerreiro e Teresa Lajinha
Língua veicular: Português, English

RESÍDUOS

Orientador: Alzira Dinis
Língua veicular: Português

OUTRAS ÁREAS CONSIDERADAS RELEVANTES PARA O AMBIENTE OU PARA A INTERLIGAÇÃO DO AMBIENTE COM A SAÚDE HUMANA

Orientador: Alberto Correia
Língua veicular: Português, English

Orientador: Alzira Dinis e Alberto Correia
Língua veicular: Português

Orientador: Alzira Dinis, Maria João Guerreiro e Nelson Barros
Língua veicular: Português

Orientador: Alberto Correia e Nelson Barros
Língua veicular: Português, English

Orientador: Álvaro Monteiro, Conceição Manso e Nelson Barros
Língua veicular: Português, English

Orientadores: Alzira Dinis, Ana Fonseca , Álvaro Monteiro , Isabel Abreu e Maria João Guerreiro
Língua veicular: Português, English

Orientadores: Alzira Dinis e Nelson Barros
Língua veicular: Português, English

Orientadores: Alberto Correia e Márcia Carvalho Língua veicular: Português, English

Orientador: Cláudia Silva
Língua veicular: Português, English

Orientador: Raquel Silva
Língua veicular: Português, English

Orientador: Raquel Silva
Língua veicular: Português, English

COORDENAÇÃO e ESPECIALIDADES

Prof. Doutor Nelson Barros

Envie o formulário para ser contactado pela coordenação do curso:



CandidatoProfissionalOutro


PortugalPaís UEOutro País














REGIME GERAL (*) (**)
CANDIDATURAS: 01 MAI. – 31 JUL. 2018(***)
AFIXAÇÃO DOS RESULTADOS E MATRÍCULAS: NOTIFICADOS POR E-MAIL

RECEÇÃO AOS NOVOS ALUNOS
E INÍCIO DO ANO LETIVO:  17 SET. 2018

(*) Não dispensa a consulta do Cronograma de Ingresso (PDF)
(**) A UFP pode aceitar requerimentos fora do prazo estabelecido, para candidaturas a Doutoramentos, Mestrados e Pós-graduações, sempre que entenda existirem ou poderem ser criadas condições de integração dos candidatos nos cursos em causa.
(***) As candidaturas ao Doutoramento em Ciência da Informação decorrem até 15 de outubro de 2018.

VER TAXAS

Teses defendidas

Álvaro Manuel Reis Santos
O contributo da Reabilitação Urbana para a a Sustentabilidade das Cidades: o caso de estudo do Centro Histórico do Porto (ligação)

Orientador: Prof. Doutor Miguel Branco Teixeira
Membros do Júri: Presidente: Prof. Doutor Salvato Vila Verde Pires Trigo (Reitor da Universidade Fernando Pessoa); Arguentes: Prof. Doutor Jorge Gustavo Paupério Ribeiro Machado (AESE Business School), Prof. Doutor Humberto Salazar Amorim Varum (Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto); Vogais: Prof. Doutor Luís Miguel de Oliveira Branco Teixeira (Universidade Fernando Pessoa), Prof. Doutor Nelson Augusto Cruz de Azevedo Barros (Universidade Fernando Pessoa).

  • ANTIGOS ALUNOS

    Álvaro Santos é CEO da Agenda Urbana – Estudos e Consultoria, Lda, Coordenador do Departamento de Reabilitação Urbana do Observatório das Autarquias Locais e Coordenador da Pós-Graduação em Reabilitação do Património Construído na UFP

    (IMG CEDIDA PELO PRÓPRIO)